sábado, 29 de junho de 2013

Casa do Artista de Itaboraí cadastra músicos em busca de oportunidades


A Casa do Artista de Itaboraí realiza, até 30 de agosto, o cadastro de  músicos do município, incluindo instrumentistas, cantores e bandas de quaisquer estilos. O objetivo é oferecer oportunidades para que os artistas locais, incluindo os iniciantes, possam se apresentar na cidade.

“Após este cadastro, poderemos realizar eventos voltados para este público, como por exemplo, pequenas apresentações aqui na Casa do Artista, encontros e palestras, promovendo, assim, a troca de experiência entre  os próprios artistas”, ressaltou a diretora de Difusão Cultural da Fundação Cultural de Itaboraí, Tatiana Dias.

Tatiana lembra ainda que, por ser uma referência de ponto de cultura na cidade, é comum a Casa do Artista ser procurada por diversos pessoas, de empresários à população em geral, em busca de artistas para se apresentarem em festas particulares e até mesmo em casas noturnas.

“Outro dia esteve aqui alguém em busca de um seresteiro para se apresentar numa festa”, lembra Tatiana. “A partir da existência do cadastro, poderemos atender a essa demanda e, ao mesmo tempo, ajudar os nossos artistas. Creio que será uma iniciativa bastante produtiva”.

Os interessados em se cadastrar podem comparecer à Casa do Artista de Itaboraí às sextas-feiras, das 9h às 17h, na Rua Coronel Leal, n° 77, Centro, portando documento de identidade e comprovante de residência.

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Itaboraí: Prefeitura multa empresa de ônibus e cobra melhorias


O prefeito de Itaboraí, Helil Cardozo, mandou multar a Maravilha Auto Ônibus, concessionária do transporte público no município, por ter retirado veículos de circulação na sexta-feira (21/06), dificultando a locomoção de quem se dirigia para uma manifestação na cidade. Segundo Helil, a atitude da empresa “não condiz com a liberdade de expressão e o direito de ir e vir de cada cidadão”.

“Quando milhares de itaboraienses quiseram sair às ruas para expor suas indignações de forma pacífica e democrática, a empresa Maravilha retirou seus ônibus de circulação, impossibilitando não só que os manifestantes chegassem ao centro de Itaboraí, mas também que outros trabalhadores pudessem chegar em casa.”, disse Helil Cardozo, por meio de sua página no Facebook.

Além de aplicar a multa, o secretário municipal de Transportes de Itaboraí, Claudio Ivanof, se reúne com representantes da Maravilha nesta quinta-feira (27/06) para cobrar providências a respeito das principais reivindicações da população que utiliza os serviços de ônibus na cidade. O encontro vai analisar os pontos do contrato de concessão que não estariam sendo cumpridos pela Maravilha e cobrar soluções para uma série de reclamações que a Secretaria tem recebido por meio de um serviço telefônico disponibilizado pela Prefeitura.

“Nessa reunião, quero acertar com a empresa algumas situações que ocorrem no dia a dia e que têm trazido transtornos à população. Passamos um pente fino no contrato e vimos alguns pontos que não têm sido cumpridos”, disse o secretário de Transportes.

Ivanof alerta que, se a empresa não se ajustar às solicitações, estará sujeita a sofrer punições, que, em último caso, podem chegar à cassação da concessão. Em janeiro, uma das primeiras ações do prefeito Helil Cardozo foi reduzir a tarifa dos ônibus municipais, que caiu de R$ 2,80 para R$ 2,65, por meio do Decreto nº 001/2013.

Reclamações

Segundo a Ouvidoria do Município, a Secretaria Municipal de Transportes recebeu, desde janeiro, cerca de 80 reclamações em relação ao serviço prestado pela Maravilha. Dentre as principais contestações estão desrespeito aos itinerários (alguns ônibus não vão até o ponto final) e aos pontos de parada, mau atendimento a idosos, deficientes físicos e estudantes, além de problemas quanto ao cumprimento de horários. Além do telefone da Ouvidoria - (0800) 2821-019 - a Secretaria Municipal de Transportes também recebe reclamações dos usuários por meio do telefone 3639-1420.

Com 110 ônibus servindo a Itaboraí, a empresa Maravilha Auto Ônibus é concessionária de 14 linhas municipais: Itaboraí x Pacheco, Itambi - Visconde, Quissamã - Novo Horizonte, Reta Velha - Calundu, Apolo III - Reta, Aldeia da Prata - Reta, Gebara - Reta, Sambaetiba - Manilha, Helianópolis - Reta, Venda das Pedras - Sapê, Itaboraí - Cabuçu, Circular (Itaboraí-Joaquim Oliveira), Caluge - Reta e Marambaia – Itaboraí.

Melhorias

A Prefeitura de Itaboraí tem realizado uma série de ações em busca da melhoria dos serviços de trânsito e transporte público no município. Além de reduzir as tarifas em janeiro, em fevereiro foi iniciada a operação “Ordenação do Tráfego de Manilha”, com a colocação de placas de sinalização, a instalação de semáforos e a troca do local de dois pontos de ônibus, que, há cerca de uma semana, receberam novas coberturas.

O Centro da cidade também ganhou intervenções. Em maio, dois pontos foram desmembrados para receber ônibus municipais e intermunicipais separadamente. A ação diminuiu o problema crônico de engarrafamento, principalmente nas horas do “rush”. No mesmo mês, foram contratados mais 11 orientadores de trânsito, que trabalham em parceria com os agentes do município em toda a extensão da Av. 22 de Maio.

Monitoramento

No momento, a Prefeitura finaliza a elaboração do projeto de monitoramento eletrônico das frotas de ônibus do município. O objetivo é proporcionar mais segurança e comodidade aos usuários do serviço de transporte público da cidade. A partir da conclusão do estudo, o prefeito Helil Cardozo enviará à Câmara de Vereadores um projeto de lei que obriga os ônibus a utilizarem localizadores GPS (Global Positioning System), a partir do qual será possível também aos usuários monitorar a movimentação dos coletivos em tempo real.

Entre as futuras intervenções estão, ainda, a implementação de espaços de estacionamento rotativo e do bilhete único – com a integração dos ônibus urbanos com os intermunicipais - a construção de novos terminais, a modernização dos semáforos, a regulamentação das concessões para vans, moto-taxi e autonomias para táxis e a criação de uma comissão de fiscalização para cada modal de trânsito, além da produção do Plano Executivo, visando a construção e a implementação do monotrilho na cidade.

Itaboraí promove I Encontro do Programa Saúde na Escola


Integrar e articular ações de educação e saúde, proporcionando melhoria da qualidade de vida dos estudantes. Este é o objetivo do Programa Saúde na Escola (PSE), que promoveu o I Encontro do PSE na Escola Municipal Prof.ª Marly Cid Abreu, em Nancilândia. Durante o evento, foram apresentadas as metas e ações que deverão ser executadas pelas escolas do município, em conjunto com as equipes de Saúde da Família até o fim deste ano.

Os estudantes do município serão beneficiados com avaliação antropométrica e oftalmológica, promoção e avaliação da saúde bucal e mental, verificação da situação vacinal, segurança alimentar e da alimentação saudável, conscientização da cultura de paz e direitos humanos, educação sexual e reprodutiva, além de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e Aids, uso de álcool, tabaco, crack e outras drogas.

O programa é uma iniciativa das secretarias municipais de Saúde e de Educação, responsáveis por acompanhar e coordenar o projeto em 26 instituições de ensino de Itaboraí. Este ano, o programa irá contemplar 9.159 alunos. Segundo o secretário municipal de Saúde, Edilson Francisco dos Santos, a intenção é ampliar o alcance do programa para todas as 89 unidades de ensino do município.

“É importante que os profissionais de saúde saibam quantos alunos cada escola atende, em qual turno e quais os horários de funcionamento das escolas, uma vez que o trabalho das equipes do PSE é baseado nesses dados”, afirma Edilson.

Em abril passado, foi realizado a Semana Saúde na Escola, na qual o foco foi a prevenção da obesidade e o cuidado com a saúde ocular,com a participação de 12 escolas municipais e 10 equipes de Saúde da Família.

A subsecretária de Educação Integral, Clemária Ramos, acredita que, para o alcance dos objetivos do PSE, é fundamental compreender que não existe educação sem saúde, e nem saúde sem educação.

“Para termos uma população saudável precisa-se de educação. É um grande desafio fazer do jovem o protagonista de sua história na prevenção de doenças”, comenta Clemária.

O Programa Saúde na Escola contribui para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde. A intenção é evitar as vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino. Os beneficiários do programa são os estudantes da educação básica, gestores e profissionais de educação, saúde e comunidade escolar.

Relação das escolas com suas respectivas equipes de saúde da família:

Creche M. Luiz Antonio Mira de Souza

E. M. Pimentel de Carvalho

E. E Lucas da Silva

E. Mz. Pref. João de Magalhães

E. E. Pedro Amorim

E. M. Adelaide de Magalhães Seabra

E. M. Jornalista Alberto Torres

E. M. Pref. Símaco Ramos de Almeida

E. E. Profª Inocência de Ferreira

E. M. Padre Hugo Montedonio Rego

E.M. Luzia Gomes de Oliveira

C. E. Hilka de Araújo Peçanha

CIEP 415 Miguel de Cervantes

E. M. Neusa da Silva Salles

E. E. Jovina Amaral de Oliveira

E. M. José Leandro

E. M. Izaura Zainotti Peccini

E. M. Profª Suzete Pereira Goettnauuer

E.M. Adhemario Rodrigues de Oliveira

E. M. Genesio da Costa Cotrim

Centro M. Educação Infantil Morar Feliz

E. M. Comunitária

E. M. Mariana da Gloria

E. M. José Ferreira

E. M. Amélia Guimarães Fernandes

E. M. Natércia Rodrigues Rocha



quinta-feira, 27 de junho de 2013

Exposição de telas da atriz Juliane Almeida em Itaboraí

Em homenagem ao 193º aniversário de Joaquim Manuel de Macedo o Ilustre Patrono da Biblioteca Municipal de Itaboraí, o Diretor da Biblioteca Municipal Wanderson Silva estará organizando a exposição de telas da atriz e ex-morena do “É O Tchan” Juliane Almeida no espaço da Biblioteca Municipal, nessa sexta-feira, dia 28 de junho de 2013 a partir das 11h.

A exposição faz parte do projeto “Arte Em Toda Parte”, abrindo espaço para que artistas da região e arredores possam divulgar suas obras.

Pela segunda vez Juliane Almeida estará participando desse projeto, sendo que dessa vez estaremos relacionando sua presença e trabalho com uma das obras de Joaquim Manuel de Macedo “A Moreninha”.

Tendo em vista que Juliane Almeida apoiou a Campanha do Agasalho de Itaboraí junto ao Studio de Dança Patrícia Araújo e Biblioteca Municipal, estaremos também dando continuidade ao projeto, exibindo em primeira mão o vídeo gravado pelo Cineasta Michell Moraes com a cantora Thalita Pertuzatti em prol da Campanha.


Itaboraí vai realizar monitoramento eletrônico em ônibus


A Prefeitura de Itaboraí, por meio da Secretaria Municipal de Transportes, finaliza, até o fim deste mês, o projeto de monitoramento eletrônico das frotas de ônibus do município. O objetivo de fiscalizar os coletivos é proporcionar mais segurança e comodidade aos usuários do serviço de transporte público da cidade. A partir da conclusão do estudo, o prefeito Helil Cardozo enviará à Câmara de Vereadores um projeto de lei que obriga os ônibus a utilizarem localizadores GPS (Global Positioning System).

Faz parte do projeto a realização de uma licitação para a disponibilização da tecnologia que permitirá a implementação do Centro de Controle Operacional (CCO), de onde será feito o monitoramento dos coletivos.

“Essas adaptações fazem parte do plano de ordenação de trânsito de Itaboraí. O município está em um processo de modernização acelerada, e ações como essa já se mostram indispensáveis”, diz o secretário de Transportes, Cláudio Ivanoff.

Com a adoção do sistema, os pontos de ônibus serão dotados de dispositivos que auxiliarão os usuários a  acompanhar a localização do ônibus. A tecnologia a ser instalada nos pontos poderá ser disponibilizada como contrapartida do uso de espaço publicitário nas paradas.

Tarifas mais baratas

Em seis meses de atuação, a Secretaria Municipal de Transportes de Itaboraí já realizou várias ações para melhorar o tráfego na cidade. Em janeiro, a passagem dos ônibus municipais foi reduzida de R$ 2,80 para R$ 2,65, obedecendo ao decreto n° 001, assinado pelo prefeito Helil Cardozo. Em fevereiro, a Prefeitura iniciou a operação “Ordenação do Tráfego de Manilha”, com a colocação de placas de sinalização no bairro, a colocação de semáforos na BR 101, que corta o bairro e a troca do local de dois pontos de ônibus, que, há cerca de uma semana, receberam novas coberturas.

O Centro da cidade também ganhou intervenções. Em maio, dois pontos foram desmembrados para receberem ônibus municipais e intermunicipais separadamente. A ação diminuiu o problema crônico de engarrafamento, principalmente nas horas do “rush”. No mesmo mês, foram contratados mais 11 orientadores de trânsito, que trabalham em parceria com os agentes do município em toda a extensão da Av. 22 de Maio.

Entre as próximas intervenções estão a implementação de espaços de   estacionamento rotativo e do bilhete único, fazendo a integração do urbano com o intermunicipal, a construção de novos terminais, a modernização dos semáforos, a regulamentação das concessões para vans, moto-taxi e autonomias para taxis e a criação de uma comissão de fiscalização para cada modal de trânsito, além da produção do plano executivo, visando a construção e a implementação do monotrilho na cidade.

Secretaria de Segurança assume Departamento de Fiscalização de Posturas em Itaboraí


A Prefeitura de Itaboraí, por meio das Leis Complementares N°165 e N°166, em vigor desde 24 de maio, estabeleceu que o Departamento de Fiscalização de Posturas passa a ser subordinado à Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Civil. Anteriormente, o órgão era vinculado à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo. O objetivo é intensificar a fiscalização das atividades econômicas e controlar o centro urbano, além de incentivar e auxiliar os empreendedores a buscar a legalização.

A partir de então, o alvará provisório de licença para funcionamento e localização tem prazo de 180 dias, podendo ser prorrogado por período igual, com um número máximo de três prorrogações, desde que o requerente comprove a necessidade. Segundo o secretário municipal de Segurança, Ricardo Sales, os ajustes tiveram como intuito principal dar prazo suficiente aos interessados para que possam se adequar às exigências.

“Recebemos, em média, de 60 a 80 processos de licenciamento mensais, além dos quase 7 mil que estavam parados. Com as alterações nas leis, podemos oferecer um tempo mais hábil para que os proprietários dos comércios e serviços locais possam se regularizar e obter o alvará definitivo”, disse o secretário, ressaltando que a maior demora no processo de alvará fica por conta dos documentos de certidão do Habite-se e do Corpo de Bombeiros.

Para dar entrada no processo de licenciamento de alvará provisório é necessário consulta prévia aprovada, comprovando compatibilidade do imóvel com a atividade econômica; identificação da empresa e sócios, com seus documentos; comprovação de propriedade e IPTU do imóvel, vínculo contratual (caso haja) e protocolos da certidão do Habite-se, do Corpo de Bombeiros, Licença Ambiental e da Vigilância Sanitária.

Segundo o subsecretário municipal de Atividades Econômicas, Wilson Pereira, até o próximo semestre a meta é apresentar a lei definitiva de Alvará, aprimorando o processo de legalização e tornando o município referência no Estado do Rio de Janeiro.

“Até o fim do ano, queremos liquidar pelo menos 50% dos processos de licenciamento antigos, além dos rotineiros. Estamos nos organizando estruturalmente para isso”, afirmou Wilson.

Durante o período de transição entre as secretarias municipais de Meio Ambiente e Urbanismo, e de Segurança e Defesa Civil, o Departamento de Fiscalização de Posturas intensificou o atendimento à Ouvidoria do município, onde centenas de reclamações e denúncias foram identificadas.

“Em três meses, conseguimos atender aproximadamente 70% dos pedidos que estavam dentro das nossas competências, como, por exemplo, comércio ilegal, invasão de terras públicas, operações de controle urbano e outros. Assim, conseguimos estimular a população quanto à legalização, alavancando a arrecadação tributária municipal”, destacou Wilson.

Até o mês de abril, o Departamento de Fiscalização de Posturas de Itaboraí emitiu 191 notificações, 65 intimações e cinco autos de infração a empresas fiscalizadas pelo órgão. Foram emitidos, no mesmo período, 140 alvarás provisórios, 43 definitivos e atendidos 42 pedidos de prorrogação. Foram concedidos, ainda, 90 alvarás provisórios e cinco definitivos para Microempreendedor Individual (MEI).

Fiscalização de Posturas

Cabe ao Departamento de Fiscalização de Posturas exercer o controle das mais variadas atividades desenvolvidas no município. O trabalho tem o objetivo de organizar o meio urbano e preservar sua identidade, buscando garantir as condições mínimas de segurança, conforto, higiene e organização no uso dos bens e no exercício de atividades.



quarta-feira, 26 de junho de 2013

Itaboraí capacita profissionais do ensino integral


                A Prefeitura de Itaboraí realizou durante o sábado (15/06), na Escola Municipal Roberta Maria Sodré de Macedo, no Apolo III, o 3º Encontro de Formação Para Atores da Educação Integral. A reunião teve o objetivo de capacitar, atualizar e socializar os profissionais da rede municipal envolvidos no projeto.
                 "A educação integral já é uma necessidade admitida pelo Ministério da Educação e Cultura. Com ela formamos não apenas alunos, mas cidadãos completos. O prefeito Helil Cardozo tem consciência disto e sabe que o projeto favorece também o crescimento pessoal e o desenvolvimento pleno do estudante como indivíduo", disse Clemária Ramos, subsecretária de Educação Integral e Projetos Estratégicos, responsável por abrir o evento.
                Antes do aprofundamento no tema houve uma dinâmica de acolhida. Na sequência, a coordenadora da educação integral, Cinira Maria de Sousa, conduziu a palestra "O Programa Mais Educação na construção da educação integral no município de Itaboraí". Em seguida, as pedagogas Thaís Motta e Jane Marchon falaram sobre "A rotina educativa nas oficias de educação integral".
                 "Eventos como este são de extrema importância para trocarmos informações com os outros profissionais e aperfeiçoarmos nossos métodos de ensino. Podemos aproveitar para tirar nossas dúvidas e, consequentemente, aumentar nossa bagagem profissional", disse Jozinea Rêgo, professora de educação física nas escolas municipais Neusa Salles e Romeu Simões.
                Após o almoço, os profissionais presentes foram divididos em oficinas de acompanhamento pedagógico, esporte e lazer, teatro, danças, música, artes e capoeira. Logo depois, uma reunião geral foi a responsável pelo encerramento do evento.
                Itaboraí já conta com 30 escolas municipais oferecendo a educação integral. A previsão é de instalar o método em mais 32 unidades de ensino ainda em 2013. De acordo com o programa, os alunos do turno da manhã passam ater aulas das 7 às 15 horas, e os da tarde, das 10 às 17 horas em seus respectivos colégios. No município, o projeto conta com atividades de apoio, além do Programa Mais Educação e Escola Aberta, que possibilita a abertura das escolas nos fins de semana para atividades esportivas, culturais, pedagógicas e de formação profissional.



terça-feira, 25 de junho de 2013

Batalha da Rampa Roda Cultural Itaboraí




Prefeitura de Itaboraí instala novos semáforos em Manilha


A Prefeitura de Itaboraí, por meio da Secretaria Municipal de Transportes, em parceria com a concessionária Autopista Fluminense, instalou, na última quinta-feira (13/06) três novos semáforos no Centro de Manilha. Dois deles atuam nas pistas laterais – um em cada sentido - da rodovia BR 101, e outro embaixo do viaduto em direção à BR 493, sentido Guapimirim.

“Tendo em vista o grande aumento populacional que a cidade está recebendo, o que acaba refletindo no fluxo de veículos, essa sinalização era uma necessidade para a população. Com os semáforos, poderemos oferecer uma segurança maior tanto para os pedestres quanto para os condutores”, disse o secretário municipal de Transportes, Cláudio Ivanof.

Os sinais de trânsito dão seaquência a um projeto de ordenação do tráfego no local, tendo sido instalados logo após a instalação dos novos pontos de ônibus, colocados nos dois sentidos das vias laterais da BR 101, com banco e cobertura adequados para os usuários aguardarem as conduções.

“Venho todos os dias em Manilha e não tenho dúvidas de que esse sinal vai facilitar a minha vida, assim como de muitas outras pessoas. Agora está muito mais fácil para atravessar. Não temos mais a necessidade de nos deslocarmos até a passarela e nem de termos de sair correndo em meio aos carros”, disse Mauro Constâncio Maurício, trabalhador autônomo de 27 anos, morador do bairro João Caetano.

O comerciante Pedro José dos Santos, de 51 anos, residente em São Joaquim, também aprovou as novas instalações:

“Melhorou muito. Principalmente na parte da segurança. Vejo muitos idosos que tinham dificuldades para atravessar as pistas. Agora, a tendência é ficar muito mais tranquilo. No trânsito também. Melhor parar no sinal do que ter de parar por causa de um acidente”, disse Pedro José.



segunda-feira, 24 de junho de 2013

Prefeitura de Itaboraí e Iphan renovam convênio para uso da Casa de Cultura


O prefeito de Itaboraí, Helil Cardozo, e a superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Cristina Lodi, assinaram na  segunda-feira (17) a renovação do termo de prorrogação pelo uso da Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres, com previsão de validade até 2016.
Segundo o presidente da Fundação Cultural de Itaboraí, Cláudio Rogério Dutra, o termo estabelece a renovação de liberação do imóvel para a cultura de Itaboraí, conforme desejo das irmãs Torres, herdeiras do antigo proprietário do imóvel, o ex-ministro Alberto Torres.
“A Casa de Cultura não é da prefeitura, mas com este termo firmado, em uma ação conjunta com o Ipha, hoje detentor do imóvel, fica estabelecida a continuidade da administração do local pela Cultura de Itaboraí”.
Na ocasião, será inaugurada a exposição “A história de Itaboraí em Entalhes”, do artista local e funcionário da Divisão de Patrimônio Histórico da Prefeitura de Itaboraí, Dawson Nascimento. Ao todo, serão aproximadamente 10 peças de arte, que ficarão expostas no Salão Nobre da Prefeitura até o dia 31 de julho, com entrada gratuita.


A sede da Casa de Cultura compõe o Centro Histórico de Itaboraí. Sobrado representativo da arquitetura urbana brasileira do século XIX, foi doado ao Iphan após a morte da antropóloga Heloísa Alberto Torres - filha do ex-ministro da Província do Rio de Janeiro, Alberto Torres - para tornar-se um centro de difusão cultural. É tombado pelo Iphan e tem suas características arquitetônicas e acervo preservados.



domingo, 23 de junho de 2013

Comissão Permanente dos Moradores de Tanguá é criada após Rio Ita retirar ônibus de circulação

Nesta sexta-feira (21), foi realizada a primeira manifestação a favor do fim do monopólio da empresa de transportes Rio Ita no município. Além dos moradores locais, era esperado um número significativo de pessoas dos municípios vizinhos, que declararam apoio ao ato pacífico.

Porém, em uma atitude de covardia e desrespeito à população, a Rio Ita determinou a retirada de circulação de sua frota de ônibus durante a tarde, prejudicando os moradores e impossibilitando o retorno de muitos trabalhadores e estudantes às suas casas, tornando a situação caótica e gerando revolta por parte da população.

 Além disso, a interrupção do transporte público prejudicou também grupos dos municípios de Rio Bonito, Tanguá e Niterói, que confirmaram presença na manifestação, mas foram impossibilitados de chegar ao local.

Em Tanguá, a atitude foi tida como inesperada, fazendo com que o grupo que estava reunido na praça Robson Siqueira Nunes, no Centro da cidade, criasse uma reunião de emergência para definir as medidas a serem tomadas.

Após algumas horas de debates e discussão sobre o rumo político da região, ambos os presentes no local concordaram com a criação da Comissão Permanente dos Moradores de Tanguá (CPMT), que facilitará na tomada de decisões e na organização e triagem das questões políticas, econômicas e sociais do município.

Um dos objetivos da Comissão, que já está sob conhecimento de parte da população tanguaense, é unificar ideias e questões importantes que devem ser solucionadas, onde todos possam se expressar e apontar problemas que impossibilitam a plena qualidade de vida do cidadão de Tanguá.

Via Produção Indepedente

Itaboraí quer investimento da Petrobras no Parque Paleontológico


A convite da Prefeitura de Itaboraí, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo, uma equipe de técnicos da Petrobras visitou, na quarta-feira, o Parque Paleontológico de São José. A intenção é viabilizar a inclusão da área no plano de restauração florestal, uma das contrapartidas que a empresa estatal deve realizar em Itaboraí devido aos impactos causados pela instalação do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) na cidade.

“Se efetivada, essa ação será muito importante para nós, pois servirá para reduzir a ameaça à biodiversidade neste local tão importante para a história de Itaboraí, trazendo não apenas benefícios à vegetação, mas também à sociedade, que ganhará um ar mais puro para respirar” - disse André Pereira, subsecretário municipal de Meio Ambiente.

Cerca de 500 hectares de flora nativa da mata atlântica já foram recuperados na área do Comperj. A previsão é de chegar a 2 mil só na localidade. No entanto, mais 200 hectares estão previstos para serem contemplados no restante do município, o que ainda não ocorreu. Após a primeira visita no Parque Paleontológico, profissionais da Petrobras e da Dédalos Ambiental, firma com especialidade em reflorestamento contratada para execução do serviço, farão agora estudos técnicos para conferirem a viabilidade para realização dos plantios na área.

“Temos, ao todo, cerca de 80 mudas de espécies nativas da mata atlântica disponíveis para serem plantadas na região. Estamos fazendo apenas uma visita primária para conhecermos o local e, posteriormente, verificarmos se há viabilidade técnica para execução do projeto aqui e, em caso positivo, de que forma poderemos fazer os plantios” - disse Felix Caputo, responsável pela restauração florestal da Petrobras em Itaboraí




sábado, 22 de junho de 2013

Itaboraí dá exemplo em manifestação pacífica

Estima-se que mais de 5 mil pessoas  compareceram á manifestação de Itaboraí.
Sem maiores incidentes, o protesto seguiu em paz do Restaurante popular á Prefeitura, onde se encerrou.
Bancos e comércio colocaram tapumes para prevenir a ação de vândalos.
A PM fez cordões de isolamento na Garagem da Rio Ita, na Prefeitura e Câmara de Vereadores.
Após o final do protesto vândalos destruíram lixeiras, chutaram portas de lojas e tentaram invadir a garagem da Rio Ita, sendo reprimidos pela polícia.







  






Imagens: 
Claudia Maria Campos e Facebook


Itaboraí inicia resgate de blocos e escolas de samba para o carnaval 2014


A Prefeitura de Itaboraí deu início ao processo de resgate do carnaval de rua da cidade, com um almoço, esta semana, entre integrantes dos antigos blocos e escolas de samba do município e representantes da Liga Independente das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos de Itaboraí (Liesi). O encontro foi promovido pelo presidente da Fundação Cultural de Itaboraí (FCI), Cláudio Rogério Dutra. Segundo ele, o objetivo foi o de reaproximar os dirigentes e buscar o início do processo de reorganização das agremiações.

“É necessário que vocês se unam, e que as instituições carnavalescas se oficializem. Dessa forma, projetos poderão ser criados em suas próprias comunidades e trarão verbas e mais autonomia”, disse o presidente da FCI.

Ainda segundo Cláudio Rogério, a subvenção, que antes era concedida pela Prefeitura aos blocos e escolas de samba como forma de ajudar na produção dos desfiles, não é mais permitida. Além de apoiar o trabalho nas comunidades, Cláudio Rogério afirma que pretende auxiliar as agremiações a conseguir verbas por meio da Lei de Incentivo a Cultura (Lei Rouanett), e que, para isso, conta com o apoio da Liesi.

Presente ao almoço, a representante da Liga, Ana Paula Araújo, anunciou o desenvolvimento do projeto “Vem Sambar”, que visa organizar eventos nas comunidades, buscando o resgate dos antigos ensaios de blocos e escolas e a geração de renda. Durante os eventos, serão eleitas as musas de cada distrito. A ideia é a de que, no Dia Mundial do Samba, em 7 de dezembro, uma delas seja escolhida a Rainha do Carnaval.

“Queremos buscar eventos e programações para as comunidades se sustentarem. O 'Vem Sambar' é o primeiro deles, mas queremos desenvolver outros e promover o desfile de escolas e blocos já no próximo ano”, afirmou Ana Paula Araújo.

Caso ocorra já em 2014, o desfile não terá caráter competitivo.



sexta-feira, 21 de junho de 2013

Reividicações dos manifestantes de Itaboraí

Itaboraí demarca áreas para a construção de 1.200 residências do programa Minha Casa, Minha Vida



As secretarias municipais de Habitação e de Meio Ambiente e Urbanismo de Itaboraí apresentaram, no início deste mês, ao vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Social, Audir Santana, o mapa da cidade com a demarcação das Zonas Especiais de Interesse Social (Zeis). As áreas demarcadas são um instrumento obrigatório para viabilizar o programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal, que será implantado nos próximos meses no município, com a construção de mais de mil residências populares.

Audir Santana lembra que uma das prioridades da administração do prefeito Helil Cardozo é a questão habitacional, incluindo a recuperação das obras habitacionais do Plano de Aceleração do Crescimento deixadas de lado durante a gestão anterior – o PAC de Porto das Caixas já está em andamento - e a implementação do Minha Casa, Minha Vida em parceria com o Ministério das Cidades.

“Com o Minha Casa, Minha Vida serão beneficiadas, inicialmente, 1.200 famílias de baixa renda em Porto das Caixas, Visconde, Itambi, Engenho Velho, Colônia, Manilha, Cabuçu, Sambaetiba e Pachecos. O governo federal investirá R$ 75 milhões, com contrapartida de R$ 7,5 milhões da prefeitura”, disse Audir.

Otimista com mais esse programa de construção de moradias populares em Itaboraí, o secretário municipal de Habitação, Wolney Trindade, acredita que, até o fim deste ano, os canteiros de obras já possam começar a funcionar.

“Nos próximos dias, será publicado o chamamento público para saber quais as empresas que estarão interessadas em se inscrever na Prefeitura e Caixa Econômica Federal e, posteriormente, participar da concorrência para a construção das residências”, disse Wolney. “Outras moradias já estão sendo construídas por meio do PAC em Porto das Caixas, reativado no início do ano pelo prefeito Helil Cardozo”.

Zonas especiais

As Zonas Especiais de Interesse Social são áreas demarcadas no território da cidade para assentamentos habitacionais de população de baixa renda. Podem ser espaços já ocupados por assentamentos precários ou demarcados sobre terrenos vazios. No primeiro caso, o objetivo é flexibilizar normas e padrões urbanísticos para, por meio de um plano específico de urbanização, regularizar o assentamento. No caso de áreas vazias, o propósito é aumentar a oferta de terrenos para habitação de interesse social e reduzir seu custo.

O Minha Casa Minha, Minha Vida é um programa do Governo Federal em parceria com estados, municípios, empresas e entidades sem fins lucrativos. As ações atendem a famílias com rendimento mensal entre zero e R$ 5 mil e estabelecem regras distintas para as famílias que recebem até R$ 1.600, e também para aquelas com ganhos entre R$ 1.600,01 a R$ 3.275, e R$ 3.275,01 a R$ 5 mil.



quinta-feira, 20 de junho de 2013

Na hora do vandalismo sente-se no chão


Daqui

Itaboraí festeja São João a partir desta sexta-feira (21)


A partir desta sexta-feira (21/06) começam as tradicionais comemorações da festa de São João em Itaboraí. Os festejos vão até o dia 24, quando é celebrado do dia do santo padroeiro. Com o apoio da Prefeitura de Itaboraí, a programação conta com uma série de atrações voltadas para adultos e crianças. As secretarias municipais de Transportes, Serviços Públicos, Saúde, e Segurança e Defesa Civil darão suporte ao evento.
Além das missas na Igreja Matriz de São João Batista, a Praça Marechal Floriano Peixoto, no Centro, receberá a tradicional procissão, shows, gincanas, danças de quadrilha e diversas barracas típicas das festas juninas, que ofertarão desde brincadeiras como a pescaria, até a venda de doces e comidas típicas. A partir das 12h, a população já poderá degustar, por exemplo, os tradicionais galeto e chuleta na brasa.
Segundo o vigário paroquial Gerson Roberto Gomides, este ano as comemorações ganham um aspecto especial por conta da realização da Semana Missionária, que começa em 15 de julho, antecedendo a Jornada Mundial da Juventude, com a vinda do Papa Francisco ao Rio de Janeiro.
“A festa de São João Batista tem um cunho cultural e tradicional na cidade, mas o nosso grande objetivo religioso é que o evento seja um momento de evangelização, no qual as pessoas possam trazer suas famílias, e assim, participar de uma união, em clima de confraternização e integração”, disse o padre.
O pároco lembra que a fogueira de São João Batista simboliza, para os católicos, “a luz de Deus, luz que não se apaga”.



Serviço

Festa de São João Batista em Itaboraí

Local: Praça Marechal Floriano, Centro

Programação:

Dia 21/06 (sexta-feira)

12h – Almoço no barracão
19h – Santa Missa
20h – Festa Junina com quadrilha e comidas típicas

Dia 22/06 (sábado)

9h – Gincana da catequese infantil do território paroquial
12h – Almoço no barracão
16h – Santa Missa
19h – Santa Missa
21h – Show católico com a banda Harmonia Sertaneja


Dia 23/06 (domingo)

7h – Santa Missa
10:30h – Santa Missa
12h - Almoço no barracão
15h – Festival de prêmios
19h – Santa Missa
20h – Apresentação de quadrilha
21h – Show católico com a cantora Olívia Ferreira

Dia 24/06 (segunda-feira)

7h – Santa Missa
10:30h – Santa Missa
12h – Almoço no barracão
18h – Santa Missa Solene seguida de Procissão
21h – Show católico com a banda Exalta Cristo

Posto de Saúde 24h de Itambi faz um mês com mais de 3 mil atendimentos


Reinaugurada há um mês em Itambi, o Atendimento Médico Emergencial (AME) Verdis Pacheco Pinto contabilizou, nesse período, cerca de 3.300 atendimentos à população de Itaboraí. A unidade da Prefeitura foi reaberta em 10 de maio, após passar por obras de melhorias e investimentos em equipamentos, contando, hoje, coma uma equipe de 56 profissionais de saúde, além de pessoal de apoio.

“A procura tem sido grande. Temos uma boa estrutura para oferecer à população e, com isso, desafogar o atendimento no Hospital Municipal  Desembargador Leal Junior, em Nancilândia. Assim, damos mais assistência e comodidade aos usuários da região”, disse a diretora geral do AME, Ana Maria Fernandes dos Anjos.

O AME de Itambi oferece à população pediatria e clínica médica em horário integral, inclusive nos fins de semana. Além disso, a comunidade tem à disposição consultório dentário, serviço de nebulização, medicação, oxigenioterapia, sutura e duas ambulâncias para transferências de pacientes.

A unidade está equipada com leitos para observação adulto e infantil, espaço para recreação e salas para espera. Também possui aparelhos de eletrocardiograma, desfibrilador e cardioversor (que revertem parada cardiorrespiratória), respirador, cadeiras de rodas e ampla estrutura física adaptada para os portadores de necessidades especiais.

O secretário municipal de Saúde, Edilson Francisco dos Santos, comemorou o primeiro mês do novo posto de saúde.

“Estamos trabalhando de forma coletiva, integrada, construindo uma nova saúde para Itaboraí”, frisou Edilson.

Para a dona de casa Eliane Andrade, 36 anos, moradora do bairro Grande Rio, ter de volta este posto de saúde foi a salvação para seu filho, Diego, de 5 anos, que estava com diarreia intensa e vômitos.

“Quando eu ou meu filho precisava de atendimento médico, era preciso ir até o Hospital Municipal. Agora, temos um serviço de qualidade, que também pode atender casos de emergência. Espero não precisar vir muito aqui, mas é bom saber que podemos contar com médicos 24 horas por dia”, comemorou.

O Atendimento Médico de Emergência 24h Verdis Pacheco Pinto fica na Rua Nestor Viana, s/nº, João Caetano, em Itambi. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 2736-0913.




 

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Detro demora 1 ano pra responder reclamação de usuário de ônibus

No dia 28 de maio do ano passado registrei uma reclamação no SAC do DETRO.

Minha reclamação no DETRO foi há 1 ano atrás.

Somente agora, 12 de junho, eles responderam, e olha a resposta:

"Prezado (a)

Estamos encaminhando A reclamação aqui apresentada à empresa, solicitando as providências pertinentes e justificativas, caso couber.

Atenciosamente,

Ouvidoria DETRO/RJ"
O motivo da reclamação é bem simples: a única linha de ônibus que atendia meu bairro na época estava retirando os carros nos horários de entrada e saída escolar.
Isso além da má prestação do serviço por parte da empresa.

O problema persistiu. As vans foram proibidas e com isso uma nova linha de ônibus (Maravilha) adicionada, o problema permaneceu (na verdade piorou).
Tanto que na semana passada crianças da escola do meu filho ficaram feridas após motoristas arrancarem com o ônibus. A guarda municipal teve que intervir para que as crianças pudessem usar o transporte público, pois os ônibus não estavam mais parando para os alunos.

Recebo reclamações como essas aos montes.
No meu bairro estamos quase ilhados, dependendo de mototaxi e taxi, pois as empresas de ônibus não prestam bom serviço.

Por isso sou a favor da marcha contra o Aumento das Passagens.

Sou a favor da volta das Vans em Itaboraí e de licitação para novas empresas de ônibus.






Casa do Artista de Itaboraí abre inscrições para atores amadores


A Prefeitura de Itaboraí, por meio da Casa do Artista, está com inscrições abertas até o dia 20 de junho para a seleção de atores amadores interessados em participar da montagem do espetáculo infantil “Um menino que virou história”, de Nanna Castro, que será encenado nos diversos distritos do município.

Os candidatos podem ser de ambos os sexos e devem ter idade entre 18 e 35 anos, além de serem residentes de Itaboraí ou regiões adjacentes. No ato da inscrição, será disponibilizado um pequeno texto, que deverá ser interpretado na audição marcada para os dias 26 e 27 de junho, na própria Casa do Artista. O resultado final será divulgado no dia 28 de junho. Ao todo, serão selecionados 12 candidatos.

Segundo o diretor artístico Zeca Palácio, os dias e horários dos ensaios serão definidos em comum acordo com os selecionados, e terão a duração de três meses.

“Nosso objetivo é levar o espetáculo para todos os distritos da cidade, descentralizando a cultura, além de oferecermos oportunidades para os artistas locais”, relatou Palácio.

A banca avaliadora, formada pela diretora do Teatro Municipal João Caetano, Sheila Bittencourt; o diretor artístico da companhia teatral do município, Zeca Palácio; o diretor do Departamento de Patrimônio Imaterial do município e diretor da Casa do Artista, Heleno Gil, e o ator local Tiago Atzevedo observará os quesitos musicalidade, expressão corporal e interpretação de texto.

“O menino que virou história” é um musical cômico sobre um garoto preguiçoso que descobre a leitura por meio do encontro de uma traça em seus livros. A classificação é livre e o espetáculo tem a duração de cerca de uma hora.

Para se inscrever é necessário comparecer à Casa do Artista de Itaboraí, na Rua Coronel Leal, 77, Centro (ao lado da Escola de Artes e Ofícios), de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h, portando original e cópia do RG, CPF e comprovante de residência.


Marcha contra o aumento das passagens em Itaboraí

terça-feira, 18 de junho de 2013

Prefeitura de Itaboraí abriga exposição de arte


A Fundação Cultural de Itaboraí inaugurou, na manhã desta segunda-feira (17), no Salão Nobre da Prefeitura, a exposição “A história de Itaboraí em Entalhes”, do artista Dawson Nascimento da Silva. A exposição, com visitação gratuita, vai até o dia 31 de julho.

Autodidata, Dawson diz que sua maior influência foi a convivência com artistas nos ateliês de Ouro Preto e Mariana, nas cidades históricas de Minas Gerais.

“Frequentei bastante esses lugares e fui me aprimorando. Essa exposição é uma forma de resgatar, preservar e difundir o patrimônio histórico da região, e fazer com que as pessoas possam conhecer a arte de entalhes, além de ser uma oportunidade de expor meus trabalhos”, comentou o artista.

Ao todo, oito peças de arte entalhadas em madeira, com baixo ou alto relevo, retratam a arquitetura colonial de Itaboraí. Dentre elas, o Convento São Boaventura, o Palacete da Prefeitura de Itaboraí, a Câmara de Vereadores, a Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres e a Igreja Matriz São João Batista.

Segundo o presidente da Fundação Cultural de Itaboraí, Cláudio Rogério Dutra, essa é a primeira vez que o Salão Nobre recebe uma exposição de arte.

“Vamos oferecer mais exposições como esta. Nosso objetivo é dar uma utilidade a mais para este espaço”, disse Cláudio, ressaltando que escolas, grupos e instituições que queiram visitar a exposição devem fazer um pré-agendamento, por meio do telefone: (21) 3639-2022.

A Prefeitura de Itaboraí fica na Praça Marechal Floriano Peixoto, n° 97, Centro. Os  dias e horários de visitação são de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Entalhe

O entalhe é a arte de cortar ou entalhar a madeira. Entalhe em madeira é o trabalho artesanal com o propósito de dar a forma a um determinado desenho, transformando-o em alto relevo.


Durante a cerimônia de inauguração da exposição estava prevista a assinatura da renovação do termo de prorrogação pelo uso da Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres entre o prefeito de Itaboraí, Helil Cardozo, e a superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Cristina Lodi. No entanto, por motivos pessoais, a superintendente do Iphan teve de desmarcar o compromisso. A assinatura será realizada em data a ser marcada.


Prefeitura de Itaboraí finaliza instalação de cobertura em ponto de ônibus de Manilha


A Secretaria Municipal de Transportes de Itaboraí, em parceria com a concessionária Autopista Fluminense, finalizou a instalação da cobertura dos pontos de ônibus em Manilha nos dois sentidos da pista lateral da BR 101, pouco antes do início da RJ-493. Também já foram iniciadas as instalações de semáforos ao longo da rodovia federal. A ação faz parte do projeto que visa a ordenação do tráfego na área.

“Essas coberturas são de grande utilidade para a população, e por serem especias, maiores que as convencionais, demoraram um pouco mais a chegar”, justificou o subsecretário municipal de Transportes, Paulo Roberto Simpson.

Dos três semáforos instalados na BR 101, serão colocados um em cada sentido da pista e outro no entroncamento de veículos que entram na RJ 493, sentido Magé. As bases já foram instaladas, e os sinais de trânsito devem começar a funcionar em cerca de uma semana.

 “O tráfego de Manilha sempre foi complicado, principalmente em vésperas de feriado, o que provocava grandes engarrafamentos. Essas ações amenizam esse transtorno, e têm como principal objetivo organizar definitivamente o trânsito na região, beneficiando a população em geral”, disse o secretário mnucupal de Transportes, Claudio Ivanof.

A mudança dos pontos dos ônibus de Manilha aconteceu no dia 8 de fevereiro, com o objetivo de melhorar o trânsito intenso na região. A ação foi realizada após entendimentos entre a Prefeitura, representantes das empresas de transporte coletivo, o Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Rio de Janeiro (Setrerj), a Polícia Rodoviária Federal e a concessionária Autopista Fluminense


segunda-feira, 17 de junho de 2013

Itaboraí discute seu futuro na 4ª Conferência Municipal das Cidades


Representantes da sociedade civil e autoridades de Itaboraí discutiram os rumos da cidade na sexta e sábado (07 e 08/06) durante a realização da 4ª Conferência Municipal das Cidades em Itaboraí, no Centro Esportivo Vera Gol, no bairro Outeiro das Pedras. Habitação, mobilidade, planejamento urbano, saneamento básico e controle social foram os temas discutidos, e as soluções buscadas foram feitas em parceria entre a sociedade civil e o município.

Questões como o aumento populacional e o forte desenvolvimento pelo qual a cidade passa, devido as obras de implementação na cidade do Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj) dominaram as discussões.

O presidente da Federação das Associações de Moradores de Itaboraí (Fami), Antônio Luiz de Jesus, foi o responsável pela coordenação dos grupos de discussão, e elogiou a participação em conjunto com a prefeitura.

 “Essa foi a primeira vez que um governo municipal demonstra interesse em realmente dialogar com a sociedade civil em Itaboraí. Por isso, demos o nosso melhor, contribuindo com indicações, direções e sugestões de como é a cidade que queremos construir daqui para frente”, disse Antônio Luiz.

O prefeito Helil Cardozo abriu o evento, na sexta-feira, acompanhado do vice-prefeito e secretário municipal de Desenvolvimento Social, Audir Santana. Em seu discurso, Helil Cardozo destacou a importância da conferência como forma de criar soluções para grandes mudanças em Itaboraí e região.

“Tenho certeza de que estes dois dias serão de grande importância, com calorosos debates e sugestões, contando com a participação popular. E a mudança não depende só do prefeito e dos secretários, mas sim, de todos nós, que juntos vamos construir uma Itaboraí melhor”, ressaltou Helil.

No sábado, Helil voltou ao Vera Gol, acompanhado de seu secretariado e do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), líder de seu partido na Câmara Federal. Cunha destacou a atual fase de crescimento de Itaboraí, mostrando a importância de se discutir as questões sobre o futuro da cidade.

“Itaboraí está fora de qualquer curva de padrão de crescimento das outras cidades brasileiras. Nenhum município vai ter o salto populacional que Itaboraí terá”, afirmou Cunha, ressaltando a construção do Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj), maior empreendimento da história da Petrobras. “Se Itaboraí vai ter um Comperj, terá também um polo industrial associado, grande aumento populacional, hotéis, shoppings, necessidades de lazer e agressões ao meio ambiente que deverão ser compensadas. Devido a isso, o processo de saneamento básico no município, por exemplo, será inevitável e terá de ser consolidado”.

Eduardo Cunha lembrou também que o atual momento político é favorável, já que o prefeito Helil Cardozo conta com as parcerias dos governos estadual e federal.

“Essa Conferência hoje (sábado) é realizada no contexto de uma nova gestão municipal, cujo prefeito foi eleito por quem quer mudanças. E quem muda a cidade somos todos nós”, disse Eduardo Cunha.

A Conferência terminou no início da noite de sábado, com a eleição das entidades que vão compor o Conselho Municipal para o triênio 2014/2016, além dos conselheiros que representarão Itaboraí na 5ª Conferência Estadual das Cidades.


Idealizada pelo Governo Federal, por meio do Ministério das Cidades, a Conferência das Cidades foi criada para consolidar a parceria entre o poder público e a população, no intuito de aumentar a participação de ambas as partes na construção de um modelo efetivo de política urbana.

Com o tema “Quem muda a cidade somos nós: Reforma urbana já!”, o evento em Itaboraí, gratuito, recebeu a inscrição de 154 pessoas, inseridas em associações de moradores, ONGs, sindicatos, trabalhadores, estudantes e outros.


Prefeito de Itaboraí se reúne com ministro do Trabalho em busca de verbas e parcerias


Em busca de apoio para capacitar e qualificar profissionalmente a população de Itaboraí, o prefeito Helil Cardozo se reuniu, na segunda feira (10-06), na sede do Ministério do Trabalho no Rio de Janeiro com o ministro Manoel Dias, que considerou viáveis as propostas apresentadas na ocasião por Helil e o secretário municipal de Trabalho e Renda, Álvaro Adolpho.

Helil pretende implantar, em parceria com o Ministério do Trabalho, projetos como o Centro Público de Apoio ao Trabalhador e a Encubadora de Cooperativas, que dará apoio e incentivo ao cooperativismo. A prefeitura também quer Implantar um espaço de interação envolvendo os principais atores do mercado de trabalho, cadastrando pessoas com o objetivo de capacitar ou encaminhá-las para cursos de capacitação.

O ministro Manoel Dias enfatizou a importância de se capacitar a cidade para atender à demanda das empresas que se instalam em Itaboraí, a partir da chegada do Comperj à cidade.

“A verba para Itaboraí já existe. Precisamos agora que a prefeitura nos envie os projetos que se adequam a essas demandas”, explicou o ministro.

O prefeito Helil Cardozo afirmou que o apoio do Ministério do Trabalho será fundamental para o desenvolvimento de Itaboraí, que passa por um processo de grande crescimento populacional, com a instalação do Complexo Petroquímico da Petrobras.

“A fase que a cidade está vivendo, com a chegada do Comperj e das empresas que aqui se instalam, requer mão-de-obra capacitada. A falta de capacitação faz com que as empresas busquem pessoas de fora da cidade. Queremos que o emprego daqui seja de quem é daqui. Por isso, procurei o ministro, que nos atendeu prontamente e colocou o Ministério à disposição para nos apoiar”, declarou o prefeito.

De acordo com o secretário Álvaro Adolpho, os projetos estão em fase de conclusão e serão enviados em breve ao Ministério.

“Temos que deixar de ser uma cidade dormitório e nos tornarmos um grande centro de excelência. Além de capacitar e qualificar os profissionais, também vamos fornecer orientação aos microempreendedores, divulgando informações para incentivar o empreendedorismo e indicando o caminho para as oportunidades de financiamentos”, declarou o Secretário.

Adolpho também anunciou a implantação na cidade de oficinas para o desenvolvimento de marketing pessoal, elaboração de currículos, abilidades de comunicação, entrevista, postura e imagem profissional.


No fim do dia, Helil acompanhou o ministro Manoel Dias na cerimônia de posse das comissões de trabalhadores do Comperj, na sede do empreendimento. O evento empossou 27 trabalhadores, que vão representar cerca de 18 mil pessoas que trabalham no Complexo Petroquímico. Na cerimônia, também esteve presente o ministro-chefe da Secretaria-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho.


sexta-feira, 14 de junho de 2013

Mais de 15 mil crianças serão vacinadas contra Pólio em Itaboraí

 Começou no sábado (08/06) a 34ª Campanha de Vacinação Contra Poliomielite em Itaboraí. Até o dia 21 de junho o município tem como meta imunizar 15 mil crianças entre 6 meses e menores de 5 anos contra a paralisia infantil, que corresponde a 95% do público-alvo de acordo com estabelecido pelo Ministério da Saúde.
 As 45 unidades de Saúde do município, o Posto de Saúde Prefeito Milton Rodrigues da Rocha, a Policlínica de Especialidades Médicas Vereador José de Oliveira (Filoco) e o Hospital Estadual Tavares de Macedo estarão abertos, das 8h às 17h, para imunização.
 Neste ano, o público-alvo a ser vacinado na campanha é a partir dos 6 meses, com a vacina oral (VOP), as chamadas gotinhas. Isso porque esses menors já estão sendo vacinados com a injetável (VIP) nos postos de vacinação.
 Se a criança menor de cinco anos nunca tiver tomado nenhuma dose injetável, não tomará as gotinhas neste momento. Deverá iniciar o esquema vacinal com a injetável. O objetivo é evitar que o menor, com esquema vacinal atrasado, perca a oportunidade de vacinação.

“É de vital importância que os pais levem seus filhos ao posto de saúde mais próximo de suas casas com a caderneta de vacinação, para que o profissional de saúde verifique se o esquema de imunização está em dia. O documento é obrigatório”, explicou o coordenador técnico da Divisão de Imunobiológicos da secretaria municipal de Saúde, Valter Montes.
 Vacina Oral - Vale lembrar que não existe tratamento para a poliomielite. Somente a prevenção, por meio da vacinação. A vacina protege contra os três sorotipos do poliovírus 1, 2 e 3. A eficácia da imunização é em torno de 90% a 95%. Ela é recomendada mesmo para as crianças que estejam com tosse, gripe, coriza, rinite ou diarreia.

A vacina é extremamente segura e não há contraindicações, sendo raríssimas as reações associadas à administração da mesma. Em alguns casos, como, por exemplo, em crianças com infecções agudas, com febre acima de 38ºC ou com hipersensibilidade a algum componente da vacina, recomenda-se que os pais consultem um médico para avaliar se a vacina deve ser aplicada.
 Rotina - Oferecida gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a vacina contra a paralisia infantil está disponível durante todo o ano nos postos de saúde de Itaboraí para as vacinações de rotina. No entanto, é importante que todas as crianças menores de cinco anos tomem a dose durante o período da campanha , mesmo que já tenham sido vacinadas anteriormente.
 A doença - O Brasil está livre do vírus causador da pólio desde 1989, quando o último caso da doença foi registrado na Paraíba. Em 1994, o país recebeu da Organização Mundial de Saúde (OMS) o certificado de eliminação da poliomielite, doença infectocontagiosa grave. Na maioria das vezes, a criança não morre, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada por um vírus (o poliovírus) e a contaminação se dá principalmente por via oral.

Esquema sequencial para crianças que iniciam a vacinação contra a poliomielite

 Idade
Qual a vacina
2 meses
Vacina inativada poliomielite – VIP (injetável)
4 meses
VIP
6 meses
Vacina oral poliomielite (atenuada) – VOP (oral)
15 meses
VOP (reforço)


quinta-feira, 13 de junho de 2013

Itaboraí apresenta mascote do Meio Ambiente


A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo de Itaboraí apresentou, na quarta-feira (05/06), Dia Mundial do Ambiente, em solenidade no Salão Nobre da Prefeitura, a mascote que representará o Programa de Educação Ambiental, projeto que tem o objetivo de introduzir novas práticas pedagógicas para fortalecer a consciência crítica dos jovens alunos sobre o assunto. Entre os 10 finalistas, o caranguejo desenhado pelo estudante foi um caranguejo, desenhado pelo estudante Breno Lucas dos Santos, do 8° ano da Escola Municipal Luzia Gomes de Oliveira, do bairro João Caetano.

“Este evento serviu para, acima de tudo, unir a sociedade e o governo. É por meio de uma atitude lúdica e alegre como essa que conseguimos começar a mudar o pensamento das crianças e, consequentemente, dos futuros adultos, disse o vice-prefeito, Audir Santana. “Eu vejo com grande satisfação o vencedor ter sido um caranguejo, que representa muito bem o nosso município, com toda uma cultura em torno do manguezal que temos em Itambi. O que posso dizer é que, principalmente na educação, na gestão Helil Cardozo, o caranguejo deixou de andar para trás, e agora só anda para a frente.”, completou Audir Santana, que sugeriu a realização de concursos semelhantes para escolher mascotes para outras secretarias.

Participaram da votação mais de 100 desenhos feitos por alunos do 4° ao 9° ano do ensino fundamental das escolas da rede municipal. Uma comissão julgadora formada por profissionais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo elegeu os 10 finalistas, levando em consideração a pertinência ao tema, a originalidade e a criatividade.

“Gostaria muito que vocês, pais, alunos e diretores, saíssem daqui unidos com uma consciência maior em relação à natureza. Nós vamos adotar uma postura cada vez mais firme em relação à educação ambiental, mas os resultados só serão colhidos se todos refletirem e ajudarem. De nada adianta ficar indignado com o desmatamento e a poluição se a pessoa joga lixo no chão”, disse André Barros, subsecretário de Meio Ambiente, ao lado da secretária municipal de Educação e Cultura, Susilaine Duarte, e do vereador Ezio Barcelos (PRTB), que acompanhou o evento.

O primeiro colocado foi contemplado com um tablet de última geração. O segundo recebeu uma máquina digital, e o terceiro, um celular. Estes três primeiros ganharam, ainda, uma bolsa integral para um curso que poderá ser de inglês, espanhol ou informática, à escolha do aluno. O quarto colocado levou para casa um MP4 e, do quinto ao décimo, um kit de brindes.

“Sempre tive vontade de ter um tablet. Desenho desde pequeno e, quando soube do concurso, tive que participar. Pensei no caranguejo porque moro em Itambi, próximo ao manguezal, e sei da importância dele pra nossa cidade. Agora, graças a ele, tenho um tablet para poder estudar melhor e me divertir”, disse o vencedor, Breno Lucas, acompanhado de sua mãe, Cristiane Souza.

O desenho classificado em segundo lugar representa uma laranja, de autoria do aluno Leonardo Franco, da Escola Municipal Joaquim da Silva, que, de tão elogiado, poderá servir de mascote para Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento e Pesca.


quarta-feira, 12 de junho de 2013

Vereadores de Itaboraí mantém veto do Prefeito Helil Cardozo ao transporte alternativo

Ontem na Câmara de Vereadores de Itaboraí foi a votação da quebra do veto do Prefeito ao Projeto de lei anteriormente aprovado na Câmara em 2 estâncias.

Como falei e faço questão de enfatizar o projeto de lei, de iniciativa popular apresentado pelo vereador Wellington Quintanilha, foi aprovado em 2 estâncias (com unanimidade) sem ser abordado pela comissão CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA – CCJ  (Sandro da Construforte  – Presidente, Edinho – Membro e Roberto Costa – Membro).


A votação de ontem teve aprovação quase unânime, onde apenas Lucas Borges (que faltou á sessão) e Wellington Quintanilha (que se absteve de votar) não votaram a favor da manutenção do veto do Prefeito.
Alegação: Alegaram que o projeto de lei, aprovado anteriormente em duas estâncias, seria inconstitucional.

Em outras palavras: Itaboraí permanece sem transporte alternativo.

Onde está a comissão de ÉTICA (Wellington Quintanilha – Presidente, Zé Manel – Membro e Souza de Manilha – Membro)?

Como pode um projeto ser considerado inconstitucional após ser aprovado e enviado para sanção do Prefeito?







Com essa manobra os vereadores ficaram com a imagem arranhada perante os cerca de 500 manifestantes (representantes de diversas associações populares) que se fizeram presentes na Câmara e toda a população.


Os trabalhadores do transporte alternativo permanecem desempregados, a população mal assistida em seu transporte.

As reclamações da má prestação do serviço de transporte na cidade só crescem nas redes sociais. Relatos e mais relatos de pessoas que passam até 3 horas no ponto aguardando o ônibus, o que não ocorria com a existência do transporte alternativo que supria essa falha.

E agora, como a população de Itaboraí fica sem um transporte alternativo?

Teremos que depender apenas dos mototáxis e táxis (que são regulamentados)?

Ficaremos a mercê do transporte pirata que coloca a segurança da população em risco?

Os ônibus custam R$2,95 e prestam um serviço desaprovado pela população, enquanto as vans e kombis custavam R$2,65.
R$0,30 a mais que as kombis e vans custavam, Pagaremos mais caro por um mau serviço?

Isso porque nem lembrei que nem todos os ônibus colocados pra "suprir" a frota de transporte alternativo tem 2 portas. Ou seja, idosos e deficientes que tem direito á gratuidade e tinham esse direito respeitado (eu mesma o usei muitas vezes) agora não tem mais opção além de esperar horas por um ônibus de 2 portas (quando esse existe).


Leia mais sobre a votação aqui

Agradecimentos:
Imagens:
Aloísio Reis
Itaboraí Em Foco

Informações sobre o andamento da sessão(ao vivo no Facebook):
Itaboraí Em Foco




Postagens populares