terça-feira, 22 de julho de 2014

Itaboraí disponibiliza tratamento contra o tabagismo


Após fumar por 50 anos, a dona de casa Antônia Correia da Silva, 68, moradora de Manilha, em Itaboraí, conseguiu abandonar o cigarro. Assim como a diarista Lúcia Helena da Silva, 39 anos, de Pachecos, que era dependente da nicotina desde os 12 anos de idade. Estas duas pacientes conseguiram parar de fumar ao final de 12 meses de tratamento.

Na terça-feira (15), as ex-fumantes receberam certificado por terem cumprido a difícil missão de abandonar o cigarro, durante festa de confraternização realizada no anfiteatro da Secretaria Municipal de Saúde de Itaboraí.

Atualmente, 200 fumantes estão na luta para deixar o vício. De acordo com a coordenadora do Programa Municipal de Controle do Tabagismo de Itaboraí, Tathiana Vieira Mattos, é difícil abandonar o cigarro por conta própria. Mas para o sistema público de saúde sai bem mais barato ajudar os fumantes a parar de fumar do que atender os pacientes com doenças provocadas pelo vício.

É o que mostra a pesquisa realizada pelo Hospital de Clínica de Porto Alegre. De acordo com o estudo, o gasto público para cura do câncer, que tem relação com tabagismo, varia de R$ 29 mil a R$ 38 mil por paciente. Enquanto isso, o custo para fazer um fumante largar o cigarro é bem pequeno, cerca de R$ 1.400.

“É mais inteligente combater o vício do cigarro. O tratamento está disponível na nossa rede de saúde municipal, com oferecimento de medicamentos para ajudar a quem quer realmente parar. O tabagismo é considerado pela comunidade médica uma doença gravíssima e um problema de saúde pública. Uma de nossas metas é mostrar aos dependentes a importância de procurar tratamento especializado para deixar o hábito causado pela nicotina”, afirmou Tatiana.

Tratamento

O programa oferece ao paciente apoio de profissionais de psicologia e assistência social, como também medicamentos, em caso de necessidade. É desenvolvido pela Secretaria de Estado de Saúde, com a cooperação do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

O tratamento conta com troca de experiências entre os fumantes decididos a deixar o hábito de fumar, além de reforço com medicamentos (para os casos de crises de abstinência), acompanhamento psicológico e médico, se necessário, além do testemunho de quem já conseguiu parar de fumar.

Inscrições

Os interessados em abandonar o vício do cigarro devem morar em Itaboraí e comparecer pessoalmente, das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, ao Programa Municipal de Controle do Tabagismo, localizado na Avenida Vereador Hermínio Moreira, s/nº, Centro (antiga sede da secretaria municipal de Saúde).

O tratamento também é realizado nas Unidades de Saúde da Família de Itambi (Rua Rui Barbosa, 01), Reta Nova (Rua 9, Quadra 42 s/n), Santo Expedito (Rua Magalhães, lote 15, Outeiro das Pedras), e Ampliação (Rua Rua Miguel Angelo Gimenez. s/n). Mais informações no telefone 3639-1852.

sábado, 19 de julho de 2014

Itaboraí recebe cantora Lorena Simson na Caravana da Juventude neste domingo (20)

A cantora Lorena Simpson, destaque da house music nacional, é a principal atração, neste domingo, de mais uma edição da Caravana da Juventude de Itaboraí. A ação é realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Social, por meio da Coordenadoria Municipal da Juventude. O evento acontece das 11h às 17h, com entrada gratuita, na Escola Municipal Antonio Alves Vianna, no bairro Apolo II.

Na ocasião, Lorena vai cantar alguns de seus sucessos e ainda participará, como jurada, de mais uma etapa da Batalha dos Passinhos, que classificará um participante para a grande final da competição, marcada para dezembro.

Quem comparecer ao encontro também poderá participar de diversas atividades, como le parkour, festival de pipas, voleibol, pista de skate e slak line.

A Caravana da Juventude é realizada mensalmente, e visa desenvolver atividades em diversas regiões da cidade, proporcionando a inclusão social de jovens de baixa renda.

O evento será mensal e percorrerá 12 bairros até dezembro, começando por Itambi, onde a ação deste sábado ocorre na quadra da Escola Municipal Luzia Gomes de Oliveira. O vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Social, Audir Santana, estará presente no evento.

A Escola Municipal Antonio Alves Vianna fica na na Rua Projetada 1, Quadra 4, Jardim das Acácias, em Apolo II, Itaboraí.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Campanha contra hanseníase e verminose mobiliza escolas municipais


Meta é atingir 1.800 crianças

Foi aberta na manhã desta segunda-feira, 14 de julho, a campanha de prevenção e combate à hanseníase e verminoses em escolas públicas de Itaboraí. A meta é atender 1.800 crianças e adolescentes de 5 a 14 anos, com a realização de exames preventivos e a oferta de medicação. A mobilização vai até a próxima sexta, dia 18, em seis unidades de ensino do município, que fazem parte do Programa Saúde nas Escolas, e estão próximas de um posto de saúde.

A Escola Municipal Dr. Adhemário Rodrigues de Oliveira, em São Joaquim, foi a primeira a receber orientações sobre a campanha. Profissionais da Estratégia de Saúde da Família visitarão, ainda, as unidades municipais Padre Hugo Montedônio Rêgo (Vale do Sol), Natércia Rodrigues Rocha (Venda das Pedras), Professora Suzete Pereira Goettnauer (Areal), Amélia Guimarães Fernandes (Agro Brasil) e Símaco Ramos de Almeida (Porto das Caixas). Com a colaboração dos professores, os pais dos alunos preencherão uma ficha de autoimagem, indicando os locais do corpo que possam possuir manchas suspeitas de hanseníase.

"A partir dessas informações, os profissionais de saúde examinarão os alunos. Os casos suspeitos da doença serão encaminhados para confirmação e início imediato do tratamento”, explicou Max Menezes Ximenes, coordenador municipal de Controle da Hanseníase.

Os estudantes também levarão um termo de consentimento para receber o medicamento para o combate de infecções intestinais causadas por verminoses, mais conhecidos como lombrigas, que causam anemia, dor abdominal e diarreia.

"Estes parasitas podem prejudicar o desenvolvimento e o rendimento escolar”, acrescentou o coordenador.

Estatística

Em 2013, Itaboraí notificou 23 casos por 100 mil habitantes. Embora a doença e seus indicadores estejam controlados, é importante a vigilância epidemiológica e a pesquisa de manchas na população para a detecção precoce da doença e, por meio das crianças, localizarem famílias que possam ter mais casos.

O secretário municipal de Saúde, Edilson Francisco dos Santos, que é médico pediatra, explicou que as famílias devem participar da campanha, autorizando que as crianças recebam o remédio.

“Só recebe o comprimido quem tem autorização dos pais ou responsáveis, por meio de um termo assinado e entregue na escola. É preciso que as famílias se conscientizem, pois esta é uma ação preventiva que garante o diagnóstico precoce da hanseníase e a profilaxia das verminoses”, informou.

A medicação, em dose única, é realizada na própria unidade de ensino pelos profissionais de saúde. Tanto a hanseníase como a verminose têm cura. O tratamento, que pode durar de seis a 12 meses, é realizado gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os medicamentos devem ser tomados todos os dias em casa e, uma vez por mês, no serviço de saúde.

Argentina, representada pelo CEPPP, vence a Copa Paec de Futebol em Itaboraí

v
Argentina e França. Essas foram as “seleções” finalistas da Copa Paec – Programa de Apoio às Escolinhas Comunitárias – desenvolvido pela Prefeitura de Itaboraí. A partida decisiva ocorreu na manhã de sábado (12), no Estádio Municipal Alziro de Almeida, o Alzirão. E o título ficou com os representantes dos "hermanos', formada pelos meninos do Centro Esportivo e Pedagógico Plínio Pascoal (CEPPP), em Retiro São Joaquim.

A competição teve início no último dia 5 e contou com aproximadamente 500 crianças, divididas em 20 equipes, pela categoria mirim (sub-13). Os times que se enfrentaram em turno único, nas sedes de Granjas Cabuçu, Visconde de Itaboraí, Venda das Pedras e Vila Esperança.  No campeonato, os uniformes, doados pela prefeitura são semelhantes aos das seleções participantes da Copa do Mundo da Fifa.
Neste sábado, aconteceu a fase de mata-mata, com oito equipes disputando as quartas-de-final, semifinais e final da Copa Paec, sendo eles CEPPP (Argentina), Capital (Rússia), Moacir (Espanha), Morada do Sol (Croácia), Joga Fácil (França), Projeto Creia (Chile), Engenho Velho (Argélia) e Ferroviário (Japão).

O prefeito de Itaboraí, Helil Cardozo, fez questão de prestigiar o evento e parabenizar todos os envolvidos no projeto: crianças, famílias, escolinhas comunitárias e a equipe da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Turismo.
“Um agradecimento especial ao senhor Moacir, um homem incansável que há anos vem contribuindo para o esporte desta cidade, com muito amor pelas crianças. A competição traz para esses meninos a responsabilidade de um esporte saudável e a certeza de que a educação é o caminho para se tornar alguém melhor na sociedade”, enfatizou Helil, que participou da premiação e da volta olímpica dos campeões.
Com jogos disputados e emocionantes, a final ficou entre as seleções de Argentina e França. O placar de 1 a 1 no tempo normal levou a disputa para os pênaltis. O time CEPPP venceu o Joga Fácil por 3 a 2 e levantou o troféu.
O treinador e coordenador executivo do CEPPP, Plínio Pascoal, lembra que o projeto tem cinco anos de existência e conta com as modalidades de futebol, vôlei, inglês básico e reforço escolar, atendendo a aproximadamente 80 pessoas, de 5 a 18 anos. “É um trabalho voluntário muito gratificante. Essa Copa Paec foi uma excelente iniciativa e ficará marcada na memória destas crianças”.
Quem não se conteve de alegria foi o camisa 7 do CEPPP, o meia atacante Ryan da Silva, 13 anos, que desde os 9 participa da escolinha comunitária. Ele foi peça fundamental para a vitória da "seleção argentina”, marcando um gol no tempo normal e outro na disputa dos pênaltis.

“Eu estou muito feliz, pois consegui ajudar meus colegas a conquistar este título”, disse Ryan.

Segundo o secretário municipal de Esporte, Lazer e Turismo, Marcos Pereira, a Copa Paec é um projeto piloto, de preparação para as competições municipais. Uma ação de política pública do município, com previsão de acontecer a cada seis meses.

“O esporte competitivo dá resultados quando acompanhado de uma organização. Todas as crianças estão cadastradas dentro de uma faixa etária, com documentação completa e o mais importante: todas estudando. É maravilhoso vê-los empenhados dentro do esporte e com o apoio de suas famílias, que se fizeram presente aqui hoje”, destacou Pereira, durante o evento.

Na competição, além de troféus e medalhas para os dois primeiros colocados, todas as escolinhas comunitárias receberam troféus de participação. Os jogos foram disputados em dois tempos de 10 minutos.
Quem também elogiou a iniciativa foi o senhor Moacir Santos, 70 anos, treinador e fundador da Escolinha Comunitária Moacir, que funciona no bairro de Ampliação.

“Eu fundei a escolinha em 1987, um ano após chegar nesta cidade, vindo de Minas Gerais. O principal objetivo do projeto não é formar jogador de futebol, e sim, cidadãos de bem. E esses campeonatos são importantíssimos para eles. Hoje não saímos vitoriosos, mas a vida é assim, nem sempre se ganha, e nós trabalhamos isso com eles”, finalizou Moacir, com seus “atletas” da seleção da Espanha, que disputou a semifinal com a Argentina.

A arbitragem da competição foi cedida pela Liga Desportiva de Itaboraí (LDI), além do transporte e alimentação, fornecido  pela Prefeitura a todos os participantes.

Paec

O Programa de Apoio às Escolinhas Comunitárias de Itaboraí conta com professores voluntários, que recebem da Prefeitura orientação pedagógica e material esportivo, como coletes, cones e bolas. Além do treinamento esportivo, os atletas contam com apoio de diversas secretarias, como a pasta de Educação e Cultura, que disponibiliza serviços de inclusão em sala de aula.

A Secretaria Municipal de Saúde estabelece um canal de contato permanente dos professores das escolinhas, com os coordenadores dos programas de atenção básica, como Dengue; DST, Aids e Hepatites Virais; e Tabagismo. Já a pasta de Desenvolvimento Social atua com o Bolsa-Família e suporte de acessibilidade e reabilitação social. A Secretaria de Trabalho e Renda cadastra os pais dos alunos no Sistema Nacional do Emprego.

Prefeitura de Itaboraí e Petrobras discutem preservação do Convento São Boaventura


A Prefeitura de Itaboraí recebeu representantes da Petrobras para tratar, junto à empresa, de questões referentes à preservação das ruínas do Convento São Boaventura, tombadas pelo Município e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O conjunto está localizado dentro da área onde é construído o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). A reunião contou com a presença da arqueóloga Maria Beltrão, diretora do Parque Paleontológico de Itaboraí e autora de um livro sobre o Convento, do presidente da Fundação Cultural de Itaboraí, Cláudio Rogério Dutra, e do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Integração com o Comperj, Luiz Fernando Guimarães.

"O encontro foi muito importante para que possamos implementar um projeto definitivo de restauração e preservação das ruínas, com a participação de todas as partes envolvidas", disse Luiz Fernando Guimarães.

Entre os itens discutidos está a liberação da área para a visitação turística. O encontro desta sexta-feira foi o primeiro entre a Prefeitura e a Petrobras visando discutir exclusivamente as questões a respeito das ruínas do antigo Convento. Uma próxima reunião foi agendada para o dia 21 deste mês, quando a Prefeitura deve iniciar a preparação de uma minuta para orientar os trabalhos, definindo as responsabilidades de todas as partes, com o município participando ativamente do projeto.

"Já tenho um acordo firmado com a Universidade de Foggia, na Itália, que é referência em restauração histórica e arqueológica, para nos ajudar nessa questão", disse Maria Beltrão. "Vamos seguir buscando mais parcerias. Nossa memória tem que ser preservada".

A Petrobras enviou à reunião seu gerente de recuperação e preservação do patrimônio histórico, Luiz Roberto Meneghetti. Segundo ele, a empresa tem interesse em preservar as ruínas.

"É de total interesse da Petrobras a consolidação do local, e ficamos muito felizes com a intenção da Prefeitura e dos demais interessados em participar do processo", disse o gerente.

Além do tombamento pelo Iphan e o Município, as ruínas do Convento de São Boaventura também são tombadas pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e o Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac). Este último também enviou representantes para a reunião, ocorrida na sede da Prefeitura.

O Convento de São Boaventura

Em 1612, época do início da então freguesia de Santo Antônio de Macacu ou Casserebu, foi fundada uma capela em homenagem a Santo Antônio. Com o crescimento da população, houve a recomendação de se construir um convento no local, que vem a ser justamente o de São Boaventura. A freguesia tornou-se vila em 1697, recebendo o nome de Vila de Santo Antônio de Sá. No entanto, sua decadência teve início com as chamadas febres de Macacu (cólera e malária) ocorridas em 1828 e 1836, devido à insalubridade do local, resultante da formação de bancos de areia na foz do Rio Macacu e das chuvas que, após um período de seca, levaram ao trasbordamento do rio, inutilizando as terras. Os moradores abandonaram a região, e os frades deixaram o convento, até que a vila extingui-se, com o último guardião deixando o local em 1841, restando apenas suas ruínas

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Prefeito de Itaboraí já recebeu 570 pessoas em seu gabinete


Desde o inicio da gestão, em janeiro do ano passado, o prefeito de Itaboraí, Helil Cardozo, tem recebido centenas de pessoas em seu gabinete dentro de um programa criado para ouvir diretamente a população. Uma vez por mês, Helil reserva um dia na agenda só para atender ao público. O atendimento - pré agendado por sua equipe - começa às 7h, e muitas vezes só termina de madrugada.  Apenas nos últimos seis meses, O prefeito recebeu 572 moradores pessoalmente.

No último fim de semana, Helil dedicou o sábado (05/07) a receber 50 pessoas, que, segundo o prefeito, costumam solicitar emprego e melhorias para seus bairros, fazer sugestões, críticas e elogios.

"Acredito que, para um governo funcionar bem, deve caminhar de mãos dadas com a população. E é pensando nisto que eu faço questão de, sempre que possível, abrir a Prefeitura, inclusive aos sábados, para receber as demandas das pessoas", disse Helil.

Uma dos atendidos neste sábado foi Luiz Carlos da Silva, 47 anos, despachante de uma empresa de ônibus e morador do bairro São Joaquim.

"É muito bom termos acesso direto ao prefeito, que é bastante simpático e atencioso. Agendei minha visita há 15 dias, e já fui atendido. Esse diálogo dele com a população é fundamental", disse Luiz Carlos.

Quem também aprova a ideia é a auxiliar administrativa Cristina Alves, 26 anos, moradora do Engenho Velho, que também esteve pessoalmente com o prefeito no sábado.

"É uma oportunidade muito boa que o prefeito Helil nos dá, ao podermos  passar para ele um pouco da nossa visão sobre a cidade para ele", disse Cristina.

Para agendar um encontro com o prefeito Helil Cardozo é preciso comparcer pessoalmente à sede da Prefeitura, na Praça Marechal Floriano Peixoto, 97, Centro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.


Itaboraí recebe Programão Carioca neste domingo



A Prefeitura de Itaboraí, por meio de sua Fundação Cultural em parceria com a TV Globo, realiza, neste domingo (20), a partir das 12h, o Programação Carioca. Pela primeira vez no município, o evento é gratuito e contará com cinema, teatro e outras atrações envolvendo artistas locais nas áreas de artes plásticas, artesanato, dança e música. Todas as atividades ocorrem na Praça Marechal Floriano Peixoto, no Centro.



Entre as atrações principais está a exibição do filme “Até que a morte nos separe 2” e do espetáculo de humor “Comédia em pé”. As atividades começam com uma exposição interativa de quadros, esculturas, cerâmica e outros itens de artesanato produzidos por artistas e alunos da Escola de Artes e Ofícios Professor Washington Luiz José da Costa. Haverá, ainda, uma mostra de dança com o grupo R.I.O. e shows com a cantora Amanda Mattos, o instrumentista Sanfoneiro do Oeste e o grupo Adão Rosa e Felipe Trio. Também se apresentarão os músicos da Associação Musical Nova Cidade (Amunci) e os artistas do Circo De La Costa. As crianças também poderão assistir a contação de histórias com a professora Suzaninha.



A exibição do longa-metragem, “Até que a sorte nos separe 2” será às 17h. Sucesso de bilheteria nacional em 2013, com mais de 3,5 milhões de espectadores, a comédia é estrelada por Leandro Hassum e Camila Morgado, e conta a rotina de Tino e Jane, casal que leva a vida entre a riqueza e a falência. Na ocasião, haverá distribuição gratuita de pipoca aos espectadores.



Após o filme, é a vez do grupo “Comédia em Pé”, às 19h. A peça é sucesso absoluto de público há nove anos. A montagem explora situações cotidianas com um olhar bem humorado sem o apoio de maquiagem, figurino, luz ou atores coadjuvantes.



Os ingressos para o filme e o teatro devem ser retirados uma hora antes do início das apresentações, na Casa Heloísa Alberto Torres (Chat), localizada na Praça Marechal Floriano Peixoto, n° 303, Centro.

Itaboraí capacita 250 merendeiras da rede municipal de ensino


A Prefeitura de Itaboraí promoveu a capacitação de 250 merendeiras que atuam nas escolas da rede municipal de ensino. O treinamento foi realizado em dois turnos (manhã e tarde), e contou com a participação do Departamento de Merenda Escolar da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec), e da Masan, empresa terceirizada responsável pelo fornecimento dos alimentos.

Na ocasião, uma peça teatral foi encenada para as profissionais, retratando o dia a dia de uma merendeira na cozinha de uma escola, enfatizando suas atribuições e atividades, e esclarecendo as dúvidas mais comuns. Houve, ainda, debate e um quiz, com perguntas e respostas sobre questões relativas ao trabalho. Todas as merendeiras receberão certificado de conclusão do treinamento.

Merendeira da Escola Municipal Neusa da Silva Salles, Luciana da Conceição, 37 anos, elogiou a iniciativa.

“Esta já é a segunda capacitação da qual eu participo aqui em Itaboraí, e só tenho elogios a fazer. Aprendemos muitas coisas, não apenas para ser utilizadas na escola, mas em nossas casas”, disse Luciana.

Para a diretora geral do Departamento de Merenda Escolar de Itaboraí, a nutricionista Inaiá Figueiredo, o intuito da capacitação também é o de valorizar cada vez mais as merendeiras das 87 unidades escolares do município.

“Queremos melhorar cada vez mais a autoestima de nossa merendeiras, para que se sintam inseridas no contexto educacional”, disse Inaiá.

Segundo a pedagoga e analista de treinamento da Masan, Helena Sirhal, o objetivo da ação, além de contribuir para a capacitação profissional, também melhora a interação das merendeiras com os alunos, como parte do desenvolvimento pedagógico, incentivando assim, uma alimentação saudável.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Pachecos é o primeiro distrito a receber debate sobre o Sistema Municipal de Cultura


Começa nesta terça-feira (15), a partir das 17h, na Capela de Itapacorá, no distrito de Pachecos, a séria de discussões visando a implementação do Sistema Municipal de Cultur de Itaboraí. A ação da Prefeitura, por meio de sua Fundação Cultural, contempla a recomposição do Conselho, Plano e Fundo Municipal de Cultura, além da criação de instrumentos de participação cultural, indicadores e de mecanismos de formação cultural.
Por indicação do Ministério da Cultura, o Plano Municipal de Cultura deve ser discutido democraticamente com a participação de toda a sociedade civil. Com isso, foram agendados encontros em nove bairros do município, além do encontro setorial, com artistas locais de vários segmentos.
Ao final desses encontros, com o recolhimento e aprovação democrática de todas as propostas, será gerado um texto inicial, fruto de encontros locais anteriores e dos conteúdos também gerados nas esferas intermunicipal, estadual e federal. O documento, depois de pronto, será enviado à Câmara de Vereadores em forma de projeto de lei, como mensagem do Prefeito, já no primeiro trimestre de 2015.
Os objetivos são integrar Itaboraí no Sistema Nacional de Cultura, situar a cidade na aplicação de uma política cultural e tornar a cidade apta a receber os repasses de verbas estaduais e federais, habilitando o município a também participar dos programas oferecidos nas outras esferas de governo.
O Plano Municipal de Cultura definirá todas as ações culturais do município, sendo aplicado para um período de 10 anos.  O Sistema Municipal de Cultura é ação determinante para implantação das políticas culturais na cidade, ajustando-se com as diretrizes estabelecidas pelo Sistema Nacional de Cultura.

Confira os dias, locais e horários dos encontros

15 de Julho – Pachecos (Capela de Itapacorá – 17h às 19h)
22 de julho -  Sambaetiba (E.M. Geremias de Matos Fontes – 17h às 19h30)
12 de Agosto – Cabuçú (Sociedade Lírica de São José – 17h às 19h30)
26 de agosto – Manilha (E. M. Auto Rodrigues de Freitas – 17h às 19h30)
09 de Setembro – Centro (CHAT – Casa Heloísa Alberto Torres – 17h às 19h30)
30 de Setembro – Itambi (Capela de São Barnabé – 17h às 19h30)
21 de Outubro – Apollo (E.M. Antônio Alves Vianna - 17h às 19h30)
11 de Novembro – Visconde (E.Mz João de Magalhães – 17h às 19h30)
18 de Novembro – Porto das Caixas (C.E.Professora Maria Inocência Ferreira – 17h às 19h30)
22 de Novembro – Encontro de Setoriais ( CHAT – 10h às 12h e 13h às 17h)
06 de Dezembro – Encontro Geral: recolhimento final de propostas (CHAT – 09h às 13h)

Prefeitura de Itaboraí inicia recadastramento das famílias que ocuparão apartamentos do PAC Itambi


Um dos beneficiados é o primeiro pescador artesanal aposentado do estado

A Prefeitura de Itaboraí iniciou o recadastramento das famílias que moram em áreas de risco e que ocuparão as 256 habitações do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) de Itambi. Os apartamentos, divididos em oito prédios, estão em fase final de construção e devem começar ser entregues até dezembro. A ação dos técnicos da Secretaria Municipal de Habitação, com apoio das equipes de Desenvolvimento Social, Saúde e agentes comunitários do município, começou pela localidade da Bacia, onde moram 78 famílias.  Entre os moradores que receberam a visita, Manoel dos Santos, ex-presidente da Associação de Pescadores de Itaboraí, o primeiro pescador artesanal aposentado do estado do Rio de Janeiro.

“Tenho 72 anos de idade, sempre vivi da pesca do caranguejo. Após quatro anos de luta, porque a profissão de pescador artesanal não era regulamentada, consegui a minha aposentadoria pelo INSS, recebendo mensalmente um salário mínimo (R$ 724,00). Continuo pescando, e já estou pronto para ocupar um dos apartamentos”, disse Manoel, casado com a também pescadora artesanal Rita Gomes.

Técnica da Secretaria Municipal de Habitação, Diana Arraes coordenou a ação e disse que uma das questões levantadas pelas famílias que terão de deixar os locais de risco  é não terem como guardar, nas futuras moradias, suas ferramentas de trabalho, como barcos, redes, puçás etc.

“Vamos acionar a Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento e Pesca para solucionar este problema. O secretário de Habitação, Wolney Trindade, entrará em contato com  José Carlos Rodrigues, o Zeca do Pacheco, responsável pela pasta, para tratar do assunto”, afirmou Diana, que, semana que vem, atuará no recadastramento das famílias da localidade de Levy Barroso (Pavilhão).

Os técnicos do governo municipal foram acompanhados por Marcão, líder comunitário de Itambi, que mobilizou os moradores para que o recadastramento fosse feito da melhor maneira possível.

“Esse trabalho é muito importante.  Eu também irei para um dos apartamentos do PAC. Chega de morar em área de risco com minha família”, afirmou Marcão.

O primeiro cadastro foi realizado em 2008, e encontra-se defasado. As visitas para o recadastramento serão feitas ao longo das próximas quatro semanas, sempre às sextas-feiras, das 10h às 16h,

Em Itambi, técnicos do Desenvolvimento Social fizeram o recadastramento do Bolsa Família e atualizaram o aluguel social. Já os profissionais da Saúde atuaram no apoio, ajudando na confirmação das pessoas que moram na localidade há mais tempo, por meio da utilização do posto de saúde local.

As obras do PAC de Itambi foram paralisadas na administração anterior e retomadas na atual gestão. Já funcionam no local o 1º Centro Municipal de Educação Infantil I, que atende em horário integral 60 crianças de 4 e 5 anos de idade, e a Escola Municipal Sidnei da Silva, que recebe diariamente 300 alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Ambas as construções fazem parte da obra do PAC.
Segundo o secretário Wolney Trindade, o recadastramento dos moradores é para evitar que sejam concedidos apartamentos para pessoas que, apesar de cadastradas em 2008, tenham mudado de situação em relação àquela época.

"Precisamos ser justos, e conceder os apartamentos para quem realmente necessita", diz Wolney.

Postagens populares