quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Nossa guerreira partiu!

Nossa guerreira linda Manuela Nygaard lutou o bom combate e guardou a fé!
No último dia 08 de outubro de 2014, nossos dias perdiam um pouco do brilho dessa nossa estrelinha.
Depois de mais de 4 anos lutando contra o câncer, aprouve ao Senhor Deus fazê-la descansar!
Manuela foi e será para sempre um exemplo de força, garra e vontade de viver. 
Nos deixou um legado de amor e amizade que nós, suas amigas esperamos passar adiante.
Com corações saudosos podemos dizer hoje que Manuela Nygaard fez a diferença em nossas
vidas e continuará assim fazendo mesmo após sua partida! 
Breve teremos novidades em memória da nossa linda amiga e estaremos postando aqui.
Gizele Verly

domingo, 21 de setembro de 2014

Perda de memória é tema de capacitação para profissionais do Saúde do Idoso


A população de homens e mulheres acima dos 60 anos aumentou muito nas últimas décadas. Alguns ultrapassam os 80, 90 anos em condições  clínicas satisfatórias, mas muitos apresentam perda da memória. Para capacitar profissionais de saúde que lidam com idosos com este tipo de problema, a Secretaria de Saúde de Itaboraí, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde, realizou  uma oficina para tirar dúvidas e informar sobre os cuidados e ações de enfrentamento do esquecimento, que pode ser um sintoma de várias doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e outros tipos de perda de memória.

Os profissionais do programa municipal de Saúde do Idoso receberam orientações sobre prevenção e reabilitação das pessoas idosas. A oficina foi comandada pela terapeuta ocupacional e coordenadora da área técnica estadual de Saúde do Idoso da Secretaria Estadual de Saúde, Rejane Laeta, que abordou questões de sensibilização para os profissionais que atendem esse público, bem como adoção de medidas multidisciplinares e humanizadas aos idosos.

“O envelhecimento populacional é uma realidade mundial e um fenômeno irreversível. O aumento da expectativa de vida favorece o incremento  das doenças crônico-degenerativas, dentre elas, demências e o Mal de Alzheimer. Por isso, a necessidade de orientar e capacitar a família, a sociedade e o poder público quanto aos cuidados com a população idosa”, afirmou Rejane. 

O Alzheimer é uma enfermidade incurável que se agrava ao longo do tempo, mas pode e deve ser tratada. Quase todas as suas vítimas são pessoas idosas, acima dos 65 anos. Se apresenta como demência, ou perda de memória, orientação, atenção e linguagem, causada pela morte de células cerebrais. Quando diagnosticada no início, é possível retardar o seu avanço e ter mais controle sobre os sintomas, garantindo melhor qualidade de vida ao paciente e à família.

De acordo com a coordenadora do programa municipal Saúde do Idoso, Vânia Rogéria, a apresentação de cuidados para com os idosos é de extrema importância, principalmente no domicílio, visto que o convívio familiar diminui riscos de hospitalizações prolongadas.

“Sabemos que essas doenças provocam dependência e sofrimento para os idosos, cuidadores e familiares. No hospital municipal e unidades de saúde da família é possível identificar que o número de casos de perda de memória vem aumentando e que os cuidadores sofrem com a situação. Assim, vimos a necessidade de atender os nossos profissionais da saúde com esse tema para aprimoramento das técnicas o processo de trabalho na promoção da qualidade de vida dos pacientes idosos”, explicou.

Itaboraí oferece curso de Formação Pedagógica em Autismo



Após inaugurar a 1ª Clínica-Escola do Autista totalmente gratuita do país, a Prefeitura de Itaboraí dá início à segunda etapa da implementação das atividades na instituição, e abre inscrições para o Curso de Formação Pedagógica em Autismo, destinado aos professores da rede de ensino municipal.

Ao todo, são 35 vagas, com inscrições abertas até esta segunda-feira (22/09). Ao fim do curso, cinco profissionais serão selecionados para trabalhar na Clínica-Escola. Todos os que completarem o curso receberão certificados. Para se inscrever, é preciso que os docentes sejam concursados da Prefeitura de Itaboraí e atuantes em classes regulares, especiais ou em sala de recursos.

O curso de formação acontecerá no período de 1º de outubro a 18 de dezembro de 2014 na Escola Municipal Professora Marly Cid Almeida de Abreu, em Nancilândia. Serão 16 encontros, das 18h às 22h, totalizando 60 horas.
       
O objetivo do curso, desenvolvido pela coordenação de Educação Especial junto a profissionais da Clínica-Escola do Autista, é a troca de experiências, saberes e práticas em relação as especificidades educacionais dos alunos-pacientes com Transtornos do Espectro Autista (TEA). Assim, fomentar estudos e pesquisas articulados à  Educação Especial dos alunos com TEA.

Os temas previstos no curso serão: Etiologia e Diagnóstico em Autismo; Educação Especial e Inclusiva; Legislação de Educação Especial; Processos de Avaliação e Currículo; Comunicação e Linguagem; O Afeto no Cotidiano Autista - Interação com a família; e Metodologias e Práticas de Ensino em Autismo. A avaliação dos cursistas será por meio de frequência, participação das aulas demonstrando efetivo envolvimento com o curso (leitura, discussão dos textos e participação nas dinâmicas propostas), trabalhos, entre outros.

Dentre os formadores do curso estão Berenice Piana de Piana - criadora do Movimento Família Azul, mãe de um jovem autista e moradora do município - foi ela quem lutou pela criação da Lei Federal 12.764/12, que garante a matrícula de autistas na rede regular de ensino. E o neuropediatra Mauro Lins, que é membro de diversos comitês internacionais, dentre eles a International Child Neurology Association e o Comitê de Educação da Academia Americana de Paralisia Cerebral e Medicina do Desenvolvimento começou os atendimentos aos clientes.

Os interessados deverão entrar em contato com a direção da unidade escolar que lecionam, que por sua vez, fará a inscrição do professor. A Escola Municipal Professora Marly Cid Almeida de Abreu fica localizada na Rua Hedevilson Barreto Cardoso, S/N – Nancilândia - Itaboraí, próximo ao Hospital Municipal Desembargador Leal Júnior.

Conleste cobrara explicações á Petrobras

Helil Cardozo vai reunir prefeitos do Conleste para cobrar da Petrobras explicações sobre adiamento das obras do Comperj

Prefeito de Itaboraí diz que a decisão de postergar a obra traz sérios prejuízos às cidades do entorno do empreendimento



O prefeito de Itaboraí e presidente do Consórcio Intermunicipal do Leste Fluminense (Conleste), Helil Cardozo, viu com indignação a possibilidade de um novo atraso no cronograma das obras do Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj), em construção na cidade, conforme noticiado no fim de semana. Nos próximos dias, ele vai reunir os 15 prefeitos do Conleste – consórcio que reúne as cidades afetadas pelo empreendimento - para elaborar um documento cobrando da Petrobras o compromisso de não haver mais adiamentos.

Helil Cardozo lembra que Itaboraí vem pagando um alto preço causado pelo aumento nas demandas de serviços públicos prestados pela Prefeitura, a partir do crescimento populacional desde o anúncio das obras do Comperj, em 2010. Além disso, a mudança no cotidiano da cidade, que passou a receber um enorme fluxo diário de veículos, principalmente os de grande porte, que passam por ruas, pontes e viadutos, também gera um impacto negativo no dia-a-dia da população.

“Hoje recebemos cerca de mil ônibus e caminhões a mais transportando trabalhadores e material para as obras do Comperj. Nossas ruas, que não haviam sido projetadas para este fluxo, não estão mais suportando. Fora o trânsito caótico”, reclama Helil, que quer uma contrapartida da empresa para investimentos na cidade e na região.

Segundo o prefeito,  faltam investimentos, por parte da Petrobras, capazes de amenizar de forma efetiva os enormes impactos causados pela construção do Comperj.

“É visível, por exemplo, a diminuição no número de vagas de emprego no Comperj, fato já admitido pela própria empresa. Com isso, muitos trabalhadores que, inicialmente, vieram para Itaboraí e região para trabalhar no empreendimento, hoje perderam  seus empregos, mas continuam nas cidades, cabendo aos municípios buscarem meios de absorver essa demanda”, explica.

Recentemente, lembra Helil, a Prefeitura de Maricá determinou a suspensão das obras de construção do emissário de efluentes, alegando que o projeto fora modificado pela Petrobras sem prévia comunicação, além de haver atraso no pagamento da devida verba compensatória.

"Não podemos assistir a mais um anúncio de adiamento das obras. Toda a região do Conleste já paga um preço alto com as mudanças anunciadas. Ao todo, foram cinco ou seis adiamentos, sem contar o encolhimento assombroso do projeto inicial. É preciso que a Petrobras assuma de vez a responsabilidade e se comprometa verdadeiramente com as compensações devidas a toda a região", disse Helil Cardozo.

Impactos

Itaboraí tem hoje cerca de 218 mil habitantes. Desde o anúncio das obras de construção do Comperj, estima-se que a população flutuante na cidade tenha aumentado em 50 mil pessoas. No mesmo período, o Hospital Municipal Desembargador Leal Júnior - o único com emergência em toda a cidade - aumentou em mais de mil atendimentos/mês sua demanda.

Num esforço em conjunto com o Governo do Estado, a Prefeitura de Itaboraí tem buscado soluções para atender às crescentes demandas na cidade. Já está em execução uma obra de revitalização completa da Avenida 22 de Maio, principal via da cidade, com 9 km de extensão, que corta nove bairros do município. Da mesma forma, há mais de 100 ruas em obras.

Para 2015, está previsto o início da reforma e ampliação do Hospital Municipal, os recursos – de emendas parlamentares ao orçamento da União - já foram reservados. Também está prevista a inauguração de 11 postos de saúde e uma escola em tempo integral, que está sendo erguida no bairro Itambi, além de 11 novas creches.

sábado, 20 de setembro de 2014

Prefeito Helil Cardozo vai a Brasília e dá mais um passo para implantação do curso de medicina em Itaboraí


O prefeito de Itaboraí, Helil Cardozo, esteve em Brasília na companhia do secretário municipal de Saúde, Edilson Francisco dos Santos, para apresentar novos documentos solicitados pelo Ministério da Educação para a implantação de uma faculdade particular de medicina no município. A cidade foi uma das três no Estado do Rio escolhidas para receber o curso, juntamente com Angra dos Reis e Três Rios. Os documentos foram entregues pessoalmente pelo prefeito à secretária de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), Marta Wendel Abramo. Para Helil Cardozo, esta etapa é mais uma confirmação de que Itaboraí está no páreo e tem grandes chances de conquistar mais esta vitória.

“Em breve, o Ministério da Educação informará quais municípios serão habilitados. Acreditamos que, devido à demanda e à capacidade de nossa região, conseguiremos vencer esta disputa e conquistar a instalação do curso de medicina em nossa cidade”, afirmou Helil Cardozo. “Itaboraí vive um momento de mudanças. A vinda de um curso de medicina representa a afirmação de nossa cidade como polo regional”, aposta.

Essa é uma das fases de qualificação do município. A expectativa do prefeito e das autoridades municipais é a de que os profissionais, formados na cidade, trabalhem nos programas de saúde desenvolvidos pelo município.

O encontro contou ainda com a presença do secretário de Saúde de Itaboraí, Edilson Francisco dos Santos, que reforçou o apoio ao projeto.

”Esse é mais um grande passo para que Itaboraí ganhe a implantação deste curso. Como médico e gestor na área, sei o quanto uma faculdade de medicina desenvolve uma cidade e uma região”, ressaltou.

SAIBA COMO FOI A ESCOLHA DA CIDADE

Em abril passado, uma comissão do Ministério da Educação (MEC), formada por médicos de São Paulo, Minas Gerais e do Espírito Santo, esteve em Itaboraí durante dois dias visitando as unidades e programas de saúde. O grupo foi recebido pelo prefeito Helil Cardozo em seu gabinete, que destacou que a cidade atende aos principais requisitos do Ministério, tendo a estrutura necessária, profissionais qualificados e uma política de saúde que vem apresentando resultados significativos.

O processo foi iniciado em 2013, com a abertura de um edital do Governo Federal específico para instituições de ensino superior privadas. Apenas 49 das 154 prefeituras que disputavam a instalação do curso foram pré-selecionadas na primeira etapa de avaliação.

Os novos pedidos de autorização do curso de medicina terão como base as regras dispostas na Lei nº 12.871/2013, que institui o Programa Mais Médicos. De acordo com a norma, a autorização para o funcionamento de curso de graduação em medicina, por instituição de educação superior privada, será precedida de chamamento público, para selecionar instituições de ensino interessadas a atuar nestes locais.

Ainda de acordo com a Lei, a autorização para funcionamento de novos cursos de graduação de medicina deverá, ouvido o Ministério da Saúde, priorizar municípios e regiões com menor relação de vagas e médicos por habitante e com estrutura de serviços de saúde em condições de ofertar campo de prática suficiente e de qualidade para os alunos.

Ziraldo e Laura Muller são atrações do último dia da 21ª Felicita em Itaboraí


Banda Suricato encerra o evento



O escritor e cartunista Ziraldo participará, neste sábado (20), de duas sessões de bate-papo com os estudantes da Felicita - Feira do Livro da Cidade de Itaboraí: uma às 10h, quando conversa com o público sobre ser autor e ilustrador, e às 14h, quando lança seu livro “Festa do Pijama”, e também fala com os leitores sobre suas experiências literárias. Às 16h ,è a vez da sexóloga Laura Muller conversar com o público. Já à noite, a banda Suricato encerra a programação do último dia da Feira com um show no palco principal.

A sexta-feira (19/09) foi de festa para a garotada, com a presença marcante da cantora e escritora Bia Bedran, autora de dezenas de livros e com vários CDs e DVDs lançados. Bia apresentou seu espetáculo "Cabeça de Vento", acompanhada de sua banda. O dia também contou com a presença de diversos autores e contadores de histórias, que divertiram o público, formado, principalmente, por alunos da rede pública municipal de Itaboraí. Uma das homenageadas da Feira, a escritora Ana Maria Machado foi tema de um bate-papo com os jovens, e suas obras foram recontadas às crianças.

 Outro homenageado, o escritor e jornalista itaboraiense Heitor Costa foi o tema de quinta-feira (18). Amigos, convidados e alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) participaram de um café literário sobre a vida e obra do autor. O bate papo, cujo tema foi “Itaboraí em três olhares: notícias, causos e canções”, retratou três gêneros literários sobre a cidade: “Heitor Costa é notícia em Itaboraí”  foi o primeiro, em seguida a apresentação do livro “Finalmente! Meu Livro”, do autor itaboraiense Leonilzo Duarte Silva e, por fim, a apresentação musical do cantor e compositor Paulinho Rezende, um dos autores do Hino de Itaboraí.

O café literário foi mediado pela professora de história da rede municipal de ensino, Carla Souza Almeida, e contou, na plateia, com a presença dos três filhos de Heitor Costa, o advogado Heimar Costa, 71 anos, o procurador de Justiça reformado Heitor Costa Júnior, 70 anos e o médico Hélcio Costa, 68 anos. No evento, também presente,  sua viúva, Guiomar da Silveira Drumont Costa, de 93 anos. Após a apresentação, ela se disse emocionada por ouvir a história do seu esposo e recordava os momentos que viveram juntos, “sinto-me sensibilizada e muito grata por esta homenagem”, disse.

Heitor Costa nasceu em Itaboraí no ano de 1920 e faleceu em 2001, foi jornalista, vereador e secretário de vários prefeitos. Defendeu as questões sociais e divulgou a cultura da cidade, a qual ajudou a desenvolver através de seu trabalho comunitário. “Meu pai se dedicou a esta cidade e ao jornal. Todos nós éramos um pouco órfãos de pai e minha mãe de marido, pois ele era apaixonado e lutava pelas causas sociais de Itaboraí”, frisou o filho caçula, Hélcio Costa.

Presente ao café literário, a secretária municipal de Educação e Cultura, Susilaine Duarte, ressaltou a alegria de fazer parte deste momento. “Como é bom poder relembrar o trabalho de Heitor Costa através do jornal “O Itaborahyense” e estarmos neste espaço com familiares e amigos celebrando o prazer de sermos itaboraienses”.

Morador de Itaboraí há 33 anos e apaixonado pela cidade, Paulinho Rezende foi um dos compositores do hino oficial do município, em parceria com Haroldo Campos e Jorge Belizário. Segundo Paulinho, Heitor Costa fez parte da comissão que elaborou os critérios de criação do hino e divulgou no jornal “O Itaborahyense”, em 1983.

“Sinto-me parte da história de Itaboraí, assim como ela faz parte da minha vida. Tem um trecho no hino que diz “Quem vem de longe aprende a te amar”, e é assim que eu sinto. Todos os lugares que vou, sendo pelo Brasil ou até no exterior, sempre falo da minha cidade com orgulho e satisfação. Conheci o Heitor, mas não fomos íntimos, porém sempre tive respeito, carinho e admiração pelo ser humano fantástico que foi”, enfatizou Rezende.

Ao final do bate papo, Paulinho Rezende e seus amigos cantaram músicas de sua autoria gravadas por grandes artistas, dentre elas “Nuvem de Lágrimas”, de Chitãozinho e Xororó; “Menino Sem Juízo”, de Alcione; “Pelo Amor de Deus”, de Emílio Santiago e outras.

Palavra Cantada faz a festa das crianças à tarde
No mesmo dia, à tarde, crianças acompanhadas de seus responsáveis assistiram ao show “Brincadeiras Musicais”, da dupla Palavra Cantada, formada desde 1994, pelos músicos Sandra Peres e Paulo Tatit.  Eles fazem uma viagem pelo universo musical e infantil por meio dos personagens Sandreca e Pauleco, e têm sido elogiados pela crítica e público pelo trabalho diferenciado que promovem para as crianças e,  atualmente, tem participação na programação diária do canal de TV voltado para o público infantil Discovery Kids.

“Eu nunca imaginei que poderia levar minha filha a um show deles, ela simplesmente adora e não perde um dia na TV. Eu curto junto, porque são muito educativos e animados, As crianças adoram”, elogiou Suely Gomes, 33 anos, mãe da pequena Vitória de  4 anos, e completou: “A organização do evento está de parabéns pela escolha da Palavra Cantada”.

Segundo a secretária municipal de Educação e Cultura, Susilaine Duarte, todas as unidades escolares de Educação Infantil da rede de municipal de ensino receberam um CD da dupla para ser trabalhado. E a Secretaria já está analisando um projeto mais amplo, com formação de professores, que será realizado pela Palavra Cantada..

Casa Heloísa Alberto Torres faz 204 anos



A Casa Heloisa Alberto Torres (Chat), tradicional centro cultural de Itaboraí, faz 204 anos nesta quarta-feira (17/09). Antecipando a festa, a Prefeitura, por meio de sua Fundação Cultural, celebrou a data na noite de terça-feira (16/09), com a abertura da exposição “Depois da Festa”, do artista itaboraiense Orlei Alves, conhecido popularmente como “Delegado”. Ao todo, 10 peças feitas em barro, de autoria do artista, se juntaram a outras do acervo da Casa. O aniversário da Chat coincide com a data de nascimento da antropóloga que dá nome à instituição, e estaria completando 119 anos.

Nas obras de arte, o autor brinca com os artistas boêmios e o estado em que ficam depois de uma noite inteira de boemia. Um espaço dedicado a esculturas confeccionadas por Delegado foi montado na entrada da Casa, onde estão os bustos de Heloísa Alberto Torres; de seu pai, Alberto Torres; do Visconde de Itaboraí, e o inédito busto do teatrólogo João Caetano, personalidade que dá nome ao Teatro Municipal.

Também estão expostas peças feitas com uma fórmula criada por Orlei, o caucilito – material de grande resistência que pode ser exposto ao sol e chuva poucos minutos após a finalização da obra, não vai ao forno e fica aproximadamente 40% mais leve que o barro – técnica trabalhada durante três anos de experimentos.

“Sinto-me prestigiado em poder participar deste evento, expondo minhas obras de arte. Há cinco anos não exponho, e entrar neste circuito, fazendo parte da comemoração dos 204 anos desta Casa, me faz acreditar ainda mais que a Cultura de Itaboraí está pensando e valorizando os artistas locais.”, disse Orlei, já planejando sua próxima exposição, intitulada de “Tão Só”.

O presidente da Fundação Cultural de Itaboraí (FCI), Cláudio Rogério Dutra, agradeceu o empenho e dedicação da sua equipe, e ainda anunciou a possibilidade trazer o mestre Orlei Alves para dar aula na Escola de Artes e Ofícios Professor Washington Luiz José da Costa.

“Não podemos deixar morrer esta tradição de mais de 400 anos em nossa cidade, que é a arte oleira. Até os anos 70, em Itaboraí, alguém trabalhava ou conhecia alguém que trabalhasse em uma olaria. Nosso objetivo é preservar a história do nosso município. E o legado da família Torres para Itaboraí é de um valor inestimável, sendo objeto de carinho e orgulho de toda população itaboraiense”, frisou Dutra, destacando que a Chat é o principal espaço de cultura e memória do município.

Arquiteto do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Superintendência do Rio de Janeiro, Mauro Pazzini ministrou uma palestra sobre as ações do Iphan e Patrimônio Cultural, e recebeu das mãos do oleiro Orlei Alves uma peça de arte como forma de presenteá-lo.

“Primeiramente, gostaria de agradecer pelo convite e ressaltar que fico feliz em ver tantas pessoas aqui nesta noite, é uma questão de valorização do nosso trabalho. Trabalhar com patrimônio histórico não é fácil, ainda lidamos com a parte de manutenção e conservação dos monumentos. Nosso objetivo é preservá-los com o intuito de deixar a história viva para vocês”, destacou Pazzini, ressaltando alguns monumentos do Rio de Janeiro tombados pelo Iphan, como o Cristo Redentor, o Maracanã, a Quinta da Boa Vista, entre outros.

Abrilhantando o evento, a violoncelista Clara Borges tocou as canções Smile, de Charlei Chapin; Cinema Paradiso, de  Ennio Morricone; Minueto da Primeira Suíte para Violoncelo, de Johann Sebastian Bach e o Segundo Concertino para Violoncelo em Dó Maior, de Bréval.

“Acho fundamental encontros como este, trazendo artistas locais e de fora, com o intuito de integrar e movimentar a cultura”, disse a estudante do 3º período de Licenciatura em Música pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Ainda houve as apresentações do “Sanfoneiro do Oeste”, com a canção “Asa Branca”, de Luiz Gonzaga. O cantor sertanejo Eldir Gomes, com a música “No Rancho Fundo”, de Chitãozinho e Xororó, e a Companhia de Dança R.I.O., com a montagem musical ON.

A exposição, gratuita, ficará na Chat até o dia 17 de outubro, de terça a quinta-feira, das 9h às 17h. Sexta-feira, das 9h às 22h, e sábados das 18h às 22h.  A Casa Heloísa Alberto Torres fica na Praça Marechal Floriano Peixoto, n° 303, Centro, Itaboraí.

Participaram do evento os secretários municipais de Fazenda, Rodney Mendonça; o de Indústria, Comércio e Turismo, Luiz Fernando Guimarães, a de Desenvolvimento Social, Suely Lopes, o Controlador do município, Marcos Mendonça e o Restaurador do Museu do Ingá, em Niterói, Adilson Figueiredo.


Casa Heloísa Alberto Torres (Chat)

Com vasta biblioteca, artigos particulares e a mobília oitocentista da família Torres, a Casa Heloísa Alberto Torres é administrada pela Fundação Cultural de Itaboraí (FCI) em cooperação técnica com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Superintendência do Rio de Janeiro

Itaboraí terá espaço cultural no Itaboraí Plaza Shopping




          Itaboraí terá um espaço dedicado aos artistas locais e da região no Itaboraí Plaza Shopping, empreendimento em construção na Avenida 22 de Maio, com previsão de inauguração em fevereiro de 2015. A disponibilização do local é uma parceria realizada com a Prefeitura, por meio da Fundação Cultural de Itaboraí (FCI). O presidente  da FCI, Cláudio Rogério Dutra, visitou recentemente as futuras instalações do shopping, juntamente com a gerente de marketing e comercial do empreendimento, Sandra Lima. Ambos ainda estudam onde será o ponto ideal para a instalação do espaço.

            "Esta parceria visa a realização de eventos culturais, exposições e oportunidades de apresentação de músicos e outros artistas locais. A Fundação também canalizará projetos visando dar oportunidade também para os demais municípios do Conleste. Serão ações em conjunto que irão beneficiar os artistas e ainda promover a cultura da nossa região", disse Cláudio Rogério, destacando o esforço do prefeito Helil Cardozo na valorização do artista local, buscando inclusive, apoio na iniciativa privad.

            Sandra Lima lembra que, quando os empresários decidiram investir em um shopping na região, o pensamento foi o de atender às demandas da população de forma geral, com a oferta de lazer, entretenimento, serviços e outros no mesmo lugar.

            "Queremos ser um shopping que se envolve na vida social e cultural da região. Assim, vamos promover diversas ações em conjunto com a Fundação Cultural de Itaboraí e outros órgãos do município. Já na inauguração do empreendimento, cogitamos realizar uma exposição envolvendo artistas da cidade e de municípios vizinhos", destacou Sandra.

Itaboraí Plaza Shopping

            Já em fase de finalização, segundo os responsáveis pelo empreendimento, o shopping conta com uma área bruta locável (ABL) de aproximadamente 42 mil metros quadrados. O empreendimento terá 10 lojsa-âncora, sete mega-lojas, 160 lojas satélites, 23 operações de alimentação, quatro restaurantes, 10 salas de cinema, uma área de 1,5 mil m²  de jogos eletrônicos, com pista de boliche; praça de alimentação com mil lugares sentados e estacionamento com mais de mil vagas e serviços como Correios, Detran e outros. Além de torres de escritórios, um hipermercado, hotel, universidade e futuramente edifícios residenciais. O complexo multifuncional fica localizado na BR-101, Km 295, Sentido Norte, Itaboraí.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Estudante da rede municipal de Itaboraí vai à Suécia participar da Feira do Livro de Gotemburgo


Aluno da Escola Municipal José Ferreira, em Itambi, foi o autor do melhor texto da Olimpíada da Língua Portuguesa

Estudante do 7º ano de uma escola pública de Itaboraí, o jovem Ismael de Oliveira Barreto, 13 anos, vai realizar o sonho de conhecer a Suécia no fim deste mês. A viagem é um prêmio concedido pela Prefeitura após o menino vencer a etapa municipal da  Olimpíada da Língua Portuguesa, realizada em conjunto com o Ministério da Educação. Na sexta-feira (05/09), ele recebeu em sua casa, no distrito de Itambi, a visita do prefeito Helil Cardozo e de integrantes da Secretaria Municipal de Educação, incluindo a secretária, Susilaine Duarte.

"Fiz questão de vir aqui dar os parabéns ao Ismael, pela belíssima redação que ele escreveu, e que o fez vencedor e merecedor desse prêmio", disse o prefeito. "A viagem à Suécia é uma forma de ele ampliar ainda mais seu conhecimento, por meio do contato com uma cultura diferente e enriquecedora, e também de incentivar os outros estudantes a cada vez buscar melhorar seus desempenhos".

 Ismael viajará acompanhado de sua mãe, a dona de casa Joelma Barreto, e de uma equipe da Secretaria de Educação para participar da Feira do Livro de Gotemburgo. A viagem é realizada em parceria com a Editora ZL e a escritora Jô Ramos, que terão um estande no evento. Desta forma, o estudante poderá apresentar sua redação ao público e ter contato direto com outros autores e personalidades da literatura mundial.

 A notícia da viagem já fez de Ismael uma celebridade na Escola Municipal José Ferreira, onde ele estuda. Alunos e professores reconhecem o mérito do garoto, que escreveu sua redação, "Cheiro do passado", inspirado em histórias do distrito de Itambi contadas por sua mãe e também a partir de casos fictícios imaginados pelo próprio menino.

"Sempre gostei de escrever, mas nunca tinha pensado em participar de uma competição. Quando a professora falou qual seria o prêmio, eu me animei", afirmou Ismael.

 A Secretária de Educação, Susilaine Duarte, afirma que a ida de Ismael à Suécia fará com que os outros estudantes se interessem ainda mais pela leitura e pela escrita, já que a Prefeitura planeja manter o nível da premiação no ano que vem.

 "Alguns estudantes não acreditaram que seria possível que um aluno humilde, da rede pública, pudesse ganhar um prémio desses por causa de uma redação. A participação dos estudantes este ano foi boa, e tenho certeza de quek, no ano que vem, muitos deles vão procurar caprichar ainda mais. E nossos professores vão ressaltar a importância de se praticar a leitura para que se tenha sempre um bom resultado".

 Ao todo, 25 textos de estudantes do 5° ao 9° ano do Ensino Fundamental foram selecionados para a etapa final da Olimpíada em nível municipal. Coube à Secretaria Municipal de Educação e Cultura escolher o trabalho vencedor por meio de uma comissão julgadora composta por três integrantes, sendo dois professores de Língua Portuguesa - das redes municipal e federal - e a escritora Jô Ramos.

 Além de apresentar seu trabalho ao público no stand da ZL, Ismael ainda receberá um certificado de participação na Feira do Livro de Gotamburgo. Todos os procedimentos burocráticos para a viagem internacional já foram providenciados, com assistência da Prefeitura. Ao todo, 49 professores de 24 escolas municipais participaram da Olimpíada, totalizando 1.200 alunos.

Olimpíada de Língua Portuguesa

Uma iniciativa do Ministério da Educação (MEC) e da Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do Cenpec — Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária, a Olimpíada de Língua Portuguesa está em sua 4ª edição, com o tema “Todas as vozes escrevendo um futuro melhor”. A olimpíada realiza um concurso de produção de textos que premia as melhores produções de alunos de escolas públicas de todo o país.

Muitos textos são as histórias vividas pelos participantes, estudantes, professores e comunidades. São experiências em sala de aula ou fora dela, situações únicas e que marcaram a vida de gente dos quatros cantos do Brasil. Em Itaboraí, os alunos se inscreveram nas categorias: crônica, poema ou memória literária. As etapas da olimpíada são municipal, estadual, regional e nacional. O evento de premiação e festa final acontece no dia 1° de dezembro deste ano, em Brasília.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Itaboraí participa de formação em residência médica no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo


O município de Itaboraí foi selecionado para participar do curso de aperfeiçoamento em gestão de programas de residência médica no SUS (Sistema Único de Saúde). As aulas tiveram início neste mês em São Paulo e são realizadas através de uma parceria do Hospital Sírio-Libanês, por meio de seu Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP/HSL), com o Ministério da Saúde.

Apenas 100 cidades brasileiras integram o programa. De acordo com informações do Instituto, entre os critérios de seleção estão os municípios aprovados para abertura de cursos de medicina, que não possuem programas de residência médica, e que apresentem capacidade instalada potencial, como é o caso de Itaboraí.

O neurologista e subsecretário municipal de Atenção Básica, Ronaldo Veiga, e o coordenador do setor de Pediatria do Hospital Municipal Desembargador Leal Junior, Jorge Miguel, foram os profissionais selecionados para participar do curso. Os encontros presenciais acontecerão uma vez por mês (três dias consecutivos) até dezembro de 2014, na sede do Instituto Sírio Libanês, com complementação à distância pela plataforma do programa, ministrado por professores do próprio hospital e da Universidade de São Paulo (USP).

“Seremos os responsáveis por conduzir e supervisionar, através de orientação e acompanhamento, o desenvolvimento dos médicos residentes em nosso hospital. A ideia é assimilar o máximo de conhecimento e aplicá-lo em nossa rede hospitalar. Com isso, estamos estimulando nossos colegas a também buscarem conhecimento, se atualizarem”, afirmou Ronaldo Veiga.

O objetivo do projeto é contribuir para o processo de expansão e qualificação dos programas de residência médica no SUS, por meio da capacitação de profissionais de saúde na gestão desses programas. Outra meta é facilitar e disseminar processos educacionais na saúde, para a reorientação dos modelos de atenção e de formação, ampliando a abrangência e o impacto dos projetos no SUS.

Após o período de formação, os dois gestores de aprendizagem terão a missão de multiplicar o conhecimento, indicando mais dez médicos - cada um- para que sejam treinados, tornando-os facilitadores do projeto.

Postagens populares